Mostrando o cancioneiro pernambucano

A- A A+

http://www.anovademocracia.com.br/105/14.jpg

Autêntica representante da música típica de Pernambuco, Nena Queiroga é a rainha do carnaval de Recife. Com quatro discos gravados e um constante interesse em divulgar a cultura do seu lugar, Nena se prepara para viajar por todo o país levando sua vivência e a música pernambucana.

—  Sou de uma família de músicos. Meu pai, Luiz Queiroga, era compositor lá de Olinda, e minha mãe, Meves Gama, cantora. Minha mãe cantava nas orquestras, meu pai compunha frevos, inclusive é o autor de Hora do Adeus, juntamente com Onildo Almeida, uma música gravada por Luiz Gonzaga e que está nesse filme recente que fizeram sobre sua vida —  conta Nena Queiroga.

O pernambucano Luiz Queiroga teve composições interpretadas por Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Trio Nordestino, Trio Pau e Corda e mais artistas. Além de compositor, escreveu textos humorísticos para artistas do rádio e televisão, entre eles: Chico Anysio, Ankito, Paulo Gracindo, Costinha, Carlos Leite e Mário Tupinambá. Também era produtor.

Meves Gama, paraibana, foi uma importante cantora da época de ouro do rádio brasileiro, atuando mais na rádio pernambucana. Gravou seu primeiro disco em 1957, cantando Segure o seu homem, um frevo de Capiba. Entre outros, interpretou músicas de Nelson Ferreira, Onildo Almeida, Gildo Branco e Dozinho.

—  Esse movimento musical que fez parte da vida dos meus pais influenciou a nossa vida, assim todos os meus irmãos trabalham com música. Crescemos nos ensaios de orquestras, nos teatros, nos auditórios, nas coxias, nos festivais, acompanhando nossa mãe, que não tinha com quem deixar os filhos —  recorda Nena.

—  Então estávamos sempre assistindo, ouvindo a cultura daqui, participando desse mundo. E isso é algo que fica na cabeça, vai entrando naturalmente na nossa vida, e o compor ou cantar vai se tornando tão natural quanto beber água —  diz.

—  Engraçado é que tenho dois filhos, o Yuri e a Ylana Queiroga, que cresceram comigo nos ensaios, orquestras, enfim, todos os compromissos, por não ter com quem deixá-los. Atualmente a Ylana está lançando um disco, produzido pelo Yuri, e se alguém perguntar como surgiu o interesse pelo trabalho com música, vão dizer: 'Ah, porque eu ia acompanhar minha mãe’. É algo que passa por gerações —  constata.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait