Palestinos recordam 65 anos do Nakba

A- A A+

http://www.anovademocracia.com.br/110/16b.jpg

Em 15 de maio, dezenas de milhares de pessoas foram às ruas Faixa de Gaza e da Cisjordânia para lembrar o 65º aniversário do ‘Nakba’ (ou ‘Catástrofe’), o êxodo em massa que aconteceu durante a guerra da criação do Estado fascista de Israel no ano de 1948. Na ocasião, mais de 700 mil palestinos foram expulsos de suas casas e terras, dando início ao conflito histórico e ao massacre covarde de Israel contra este povo.

Atualmente, existem por volta de 5 milhões de refugiados e quase 160 mil palestinos vivem no que hoje é Israel. Ao lado dos seus descendentes, somam quase 1,35 milhão, ou seja, 20% da população de Israel.

Ao meio-dia, as sirenes começaram a tocar por 65 segundos, o número de anos passados. Até as escolas foram fechadas para que todos, homens, mulheres, idosos e crianças pudessem comparecer aos protestos. "O direito do retorno não vai morrer!" foi a palavra de ordem.

http://www.anovademocracia.com.br/110/16c.jpg

Nas manifestações, os palestinos, com paus, pedras e bombas caseiras, enfrentaram corajosamente as tropas israelenses. Próximo a Hebrom, uma bomba incendiária foi lançada contra um veículo militar ferindo quatro soldados israelenses. Em Gaza, ativistas dispararam um foguete que explodiu sem deixar nenhum ferido contra o sul de Israel. 

Os protestos já duravam dias e haviam se intensificado no início daquela semana. Um dia antes, 14 de maio, vários confrontos foram registrados. Os sionistas jogaram gás lacrimogêneo e bombas acústicas, causando desmaios e asfixia em manifestantes. Pelo menos 10 palestinos foram presos. Veículos israelenses foram enviados a Nablus e revistaram residências. Um jovem de 23 anos também teria sido preso. Durante a semana, diversos outros atritos entre o bravo povo palestino e os assassinos sionistas tiveram destaque nos noticiários do mundo inteiro.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait