Os camponeses de Gontran Guanaes Netto - Quando as cores são as da luta

A- A A+

Durante um mês, entre os dias 3 de novembro e 3 de dezembro de 2016, os camponeses brasileiros ocuparão a França, na galeria L`Orangerie, na Rua Gallieni, Cachan.

http://anovademocracia.com.br/180/18a.jpg

É a exposição Paysans (Camponeses), do pintor Gontran Guanaes Netto, que leva o tema da luta pela terra, contra o latifúndio, do Brasil para além mar, pintando suas convicções e memórias.

Oriundo de uma família camponesa, Gontran mantém-se fiel aos camponeses manifestando com seu traço característico e em vivas cores a luta contra o latifúndio e o dia a dia do trabalho no campo.

O trabalho de Gontran já percorreu continentes com exposições em Cuba, França, Alemanha, Espanha, Brasil, Itália, Bulgária, Líbano, Suécia, Nicarágua, México, USA, Uruguai e agora, novamente na França, em Cachan, onde ele vive e trabalha desde 2011.

O AND tem a honra de ostentar em nossa redação quadros desse pintor-ativista internacionalista e recomenda aos nossos leitores no estrangeiro que, se tiverem a oportunidade, visitem sua exposição. Convidamos também nossos leitores no Brasil para que conheçam um pouco de sua vida, luta e obra buscando em anovademocracia.com.br o artigo A obra internacionalista de Gontran Guanaes Netto, publicada em AND nº 44, de julho de 2008.

http://anovademocracia.com.br/180/18b.jpg

Exposição Paysans
De Gontran Guanaes Netto
Local: L`Orangerie - 15 Rue Gallieni, 94230 Cachan, França
Entrada gratuita.

Os miseráveis da Terra
Julio Le Parc

Quando o ser humano se torna cor,
Quando a cor assume forma humana,
Quando o ser humano está preso ao chão,
Quando o camponês terra frutificou
Quando os frutos são roubados
Quando este roubo cria miséria
Quando esta pobreza cria revolta
Quando a revolta é reprimida
Quando repressão responde a uma ordem
Quando esta ordem é a ordem da outra
Quando esses outros se creem os donos do mundo e quando o mundo está indo inteiro em detrimento da maioria
Quando a maioria dos camponeses se tornar o miserável da terra
Quando Netto, com a sua caixa de cores, está presente
Quando estes miseráveis ​​da terra, seus camponeses brasileiros, mesmo na pior angústia, carregam em si, externa e internamente cores
Quando as cores são as da dignidade
Quando as cores são as da luta
Quando as cores são as da esperança
Quando as cores são as de uma alegria que não se extingue
Quando na caixa de cores de Netto, as cores tornam-se ativos
Quando suas cores tornam-se ativistas
Eles fazem a sua revolta
Quando esta revolta de cor
Vai ao encontro da revolta justa,
A dos condenados quando não atravessam a miséria,
Não pela sombria derrota
Não por prostração e aniquilamento
Mas pelo desejo e o direito à vida,
As cores estão lá.

http://anovademocracia.com.br/180/18c.jpg

Quando estas cores estão lá: aos olhos de Netto, em seu coração, em sua primeira sensibilidade, em sua cabeça que as põe em ordem, as cores tornam-se apto a fé no homem.

Quando tudo o que está enraizado nas profundezas de seu “Miseráveis da terra” e Netto pintor-homem, é óbvio que se torna deslumbrante.

Quando eles estão lá, através de Netto, com esta forte presença cores, não podemos fugir

e nós somos, nós também fortemente oposto.

Quando a esperança não é verdade, quando a esperança cresce,

Netto está lá.

Cachan, 14 de fevereiro de 2002

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait