Viva Ibrahim Kaypakkaya!

A- A A+

Passaram-se 44 anos desde o dia em que proletariado turco e os povos oprimidos de todo o mundo perderam um de seus destacados dirigentes, Ibrahim Kaypakkaya. Em 18 de maio de 1973, sua gloriosa vida chegou ao fim após mais de três meses de torturas, as quais ele enfrentou com elevada honradez não delatando nenhum de seus camaradas. Sua prisão havia ocorrido em janeiro deste mesmo ano, quando, após ser delatado por um traidor, foi ferido em combate, mas tendo conseguido fugir, abrigou-se numa cova por cinco dias sofrendo congelações nos pés e nas mãos.

http://anovademocracia.com.br/188/06b.jpg
Ibrahim Kaypakkaya,
destacado dirigente comunista turco

Assim tombou o jovem Ibrahim Kaypakkaya, com 24 anos, menos de um ano após tomar parte na fundação do Partido Comunista da Turquia/Marxista-Leninista (TKP/ML), tornando-se um símbolo da luta revolucionária, democrática e anti-imperialista e fonte inesgotável de inspiração para a nova geração de revolucionários da Turquia e de todos os países.

Nascido em 1949, na província de Çorum, em uma família camponesa, Kaypakkaya estudou Física na Universidade de Ciências de Istambul, a maior cidade da Turquia.  Em novembro de 1968, Ibrahim foi impedido de estudar, após ser expulso da Universidade por tomar parte numa panfletagem contra a chegada da Sexta Frota do USA na região. Depois passa a integrar o Partido Revolucionário de Operários e Camponeses de Turquia (TIIKP), em Anatólia, fazendo parte de sua direção.

Como resultado da luta dura contra o revisionismo no seio da organização e inspirado pelos ventos da Grande Revolução Cultural Proletária (GRCP) na China, Kaypakkaya e seus camaradas, com os aportes teóricos e ideológicos do pensamento mao tsetung (como se denominava o maoismo à época), fundaram o TKP/ML e o Exército de Libertação Marxista-Leninista dos Operários-Camponeses da Turquia (TIKKO), organizações que até os dias atuais prosseguem a Guerra Popular no país. Em 1972, Ibrahim escalou as montanhas junto de seus camaradas, acendendo a primeira faísca da Guerra Popular.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait