Índia: Conluio de reacionários

A- A A+

Redação de AND: Reproduzimos a seguir uma adaptação da nota publicada pelo Comitê Internacional de Apoio à Guerra Popular na Índia (sigla em inglês, ICSPWI) em decorrência da visita de Narendra Modi à Israel.

No dia 4 de julho, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi visitou Israel. Esta foi a primeira vez que um primeiro-ministro indiano realizou uma visita oficial a este Estado genocida-sionista. Deixando de lado todas as normas do protocolo, o primeiro-ministro sionista Benjamin Netanyahu chegou ao aeroporto Ben-Gurion para receber Modi.

Mas voltemos um pouco atrás. O Knesset, o parlamento israelense, aprovou recentemente um projeto de lei que define Israel como “lar nacional do povo judeu”. Com isso, 1,65 milhões de árabes palestinos (20,7% da população do país) tornaram-se cidadãos de segunda classe no “lar nacional judeu”.

Portanto, Modi esteve no país dos sonhos de seu Guruji Golwalkar (ideólogo reacionário indiano fundador da Organização Patriótica Nacional - RSS -, considerada organização-mãe do  Partido Bharatiya Janata, do qual Modi faz parte), cuja pregação dizia que “as raças estrangeiras na Índia devem adotar a cultura e a língua hindus, devem aprender a respeitar a religião hindu, não devem ter ideias senão as da glorificação da raça e da cultura hindus, ou seja, da nação hindu, e devem perder a sua existência separada para se fundir na raça hindu ou permanecer no país, totalmente subordinada à nação hindu, não reivindicando nada, não merecendo privilégios, muito menos qualquer tratamento preferencial – nem mesmo os direitos dos cidadãos. Nós somos uma nação antiga. Deixe-nos lidar, como as nações antigas devem lidar com as raças estrangeiras que escolheram viver em nosso país”.

Modi está visitando a terra onde o sonho do RSS se concretizou. Não é surpreendente que Modi e Netanyahu estejam se chamando de irmãos e se abraçando repetidamente.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait