França: Centenas nas ruas contra impunidade

A- A A+

Jovens combatentes ferem 6 policiaisMais de mil pessoas marcharam em 22 de julho para exigir punição aos policiais assassinos do jovem Adama Traoré, espancado e assassinado em 19/07 do ano passado durante uma abordagem policial, no subúrbio de Paris. Após a marcha, um grupo combativo de jovens realizou ações com morteiros e ao menos 6 agentes da repressão foram feridos.

Thomas Samson/AFP
Protesto repudia assassinato de Adama Traoré
Protesto repudia assassinato de Adama Traoré

O ataque para justiçar a morte do jovem Traoré foi empreendido por um grupo de 40 jovens combatentes encapuzados. Eles emboscaram uma patrulha policial no bairro Boyenval, subúrbio ao norte da capital francesa, após a meia-noite (23).

Segundo a imprensa local, mais de 40 morteiros foram disparados, obrigando os agentes da repressão a recuarem. Os jovens só dispersaram às 1h20 do dia 23; não houve detenções.

A manifestação contra a injustiça bradou palavras de ordem como “Sem justiça não haverá paz” e “Nós não esquecemos, nem perdoamos”.

Passado um ano do crime, nenhum dos assassinos foi indiciado. O inquérito corre na justiça em Paris.

A porta-voz da família, Assa Traoré, recordou que já estão evidentes todos os “elementos que confirmam a asfixia e a negligência com uma pessoa [Traoré] em risco de vida”, concluindo que “os policiais já deveriam ter sido indiciados”.

Esse caso soma-se a tantos outros, como o caso do imigrante chinês Lamine Dieng e o jovem negro Théo Curtis, nos quais a polícia do Estado imperialista francês comete os crimes e sai impune por ação da “justiça”.

Perseguição contra familiares

Em contrapartida, uma série de perseguições foi desatada pela polícia e pelo judiciário contra os familiares de Adama Traoré desde seu assassinato. Assim denunciou o Partido Comunista Maoista da França (PCm) neste mês de julho, em seu sítio da web.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait