PA: Ataques do latifúndio prosseguem após chacina

A- A A+

O casal camponês Manoel Índio Arruda, de 82 anos, e Maria da Lurdes Fernandes da Silva, de 60, foram assassinados na madrugada de 26/07 no Projeto de Assentamento Uxi, em Itupiranga, no sudeste do Pará.

Camponeses nas terras retomadas da Fazenda Santa Elina, atual Área Zé Bentão, 2011
Camponeses nas terras retomadas da Fazenda Santa Elina, atual Área Zé Bentão, 2011

Manoel Arruda e Maria da Silva estavam em uma lista de camponeses ameaçados de morte pelos latifundiários da região, pois denunciavam a ação de grileiros de terras.

O assassinato destes camponeses segue o “roteiro da morte” denunciado há anos nas páginas de AND, no qual camponeses realizam denúncias e reuniões com órgãos do velho Estado e depois são assassinados por pistoleiros a mando de latifundiários.

O casal, que morava no assentamento desde 2005, havia denunciado nos últimos anos a grilagem das terras do assentamento em reuniões com oIncra, Ministério Público Federal, Delegacia de Conflitos Agrários (Deca) e Polícia Federal.

Segundo a CPT, os vizinhos dos camponeses ouviram vários disparos de armas de fogo na residência dos idosos. Maria Silva foi encontrada morta pelos vizinhos na entrada de sua casa e seu marido no quarto.

Pistoleiros atacam acampamento

Nos dias 15 e 16/07, cerca de 320 famílias do Acampamento Hugo Chávez foram atacadas criminosamente por pistoleiros em Marabá, no sudeste do Pará.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Na noite de 15/07, homens em uma caminhonete efetuaram vários disparos de arma de fogo contra a entrada do acampamento, no qual ninguém saiu ferido. Na tarde do dia seguinte, pistoleiros atearam fogo ao redor do acampamento, queimando as plantações de arroz, feijão, mandioca e milho cultivadas pelas famílias, além de alguns barracos utilizados para guardar alimentos.

Os camponeses, ligados ao MST, ocupam desde 8 de junho de 2014 às terras da fazenda Santa Tereza, pretensamente dos latifundiários Osvaldo Saldanha e Rafael Saldanha Camargo. Neste período, os camponeses do Acampamento Hugo Chávez foram alvos de uma série de ameaças de morte e de ataques de pistoleiros, com lançamento de bombas caseiras contra o acampamento, queima de barracos e plantações.

Todos esses ataques atiçam ainda mais as massas camponesas na luta pela terra.

Retomada de terras em Pau D’Arco prossegue

Os camponeses seguem ocupando há mais de um mês as terras da fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco (PA), após a retomada no dia 13/06, resistindo às ameaças do latifúndio e dos seus bandos de pistoleiros, além das forças policiais do velho Estado.

Nesse período, o número de famílias ocupando as terras do latifúndio aumentou consideravelmente, reflexo da profunda crise econômica que assola a vida do povo brasileiro no campo e na cidade.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait