Pedro Pomar, fortaleza ideológica

A- A A+
Pedro Pomar, fortaleza ideológica

Anualmente, no dia 23 de setembro, o movimento revolucionário e o proletariado brasileiro celebram o nascimento do grande dirigente comunista Pedro Ventura Felipe de Araújo Pomar que, em 2017, completaria 104 anos. Principal e mais alta expressão da ideologia do proletariado (o marxismo-leninismo-maoismo) na história do Partido Comunista do Brasil (PCB), Pedro Pomar tem sua grandiosa vida lembrada em forma de homenagens vermelhas que ocorrem por todo o país, com destaque para uma celebração que comunistas realizaram na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em 2013, quando do centenário de seu nascimento.

Pedro Pomar nasceu em Óbidos, no Pará, em 23/09/1913. Ingressou nas fileiras do PCB em 1932, três anos antes do PCB preparar o Levante Popular de 1935 e, ainda jovem, tomou a responsabilidade de reorganizar o Partido, que havia sido duramente golpeado pelo Estado Novo de Getúlio Vargas. Em 1962, vanguardeou a luta contra o revisionismo de Prestes e a ruptura que deu origem à reorganização do Partido, que continuou com a sigla PCdoB para diferenciar-se dos revisionistas.

Como revolucionário antirrevisionista que era, identificou no pensamento mao tsetung (como se designava o maoismo na época) a força revigorada do marxismo-leninismo e lutou para que o Partido encarnasse  este pensamento. E foi exatamente na luta por assimilar o maoismo que o PCdoB se lançou na gloriosa tarefa de desencadear a luta armada em forma de Guerra Popular Prolongada, que resultou na Guerrilha do Araguaia, grande marco na luta de classes de nosso país em que os comunistas verteram seu precioso e generoso sangue, não só na luta contra o regime militar fascista, mas por uma Grande Revolução no Brasil.

Após a derrota da Guerrilha do Araguaia, Pomar sustentou uma luta no seio do Comitê Central do Partido, apontando que a derrota deu-se não por motivos militares, mas por problemas de assimilação da teoria militar da Guerra Popular, e sempre defendendo a bandeira de desfraldar a luta armada revolucionária. Foi o que Pomar apontou em seu texto Sobre a experiência do Araguaia.

“Apesar dessas constatações e da derrota sofrida, o camarada J [pseudônimo do dirigente comunista Ângelo Arroyo] dá como aceita a concepção que prevaleceu na luta do Araguaia. Pondera que devemos continuar trilhando-a. Sinceramente, discordo dessa opinião. Certamente, como já disse, a experiência do Araguaia tem aspectos de valor que devem ser sistematizados e aproveitados. O espírito de luta, heroísmo mesmo, o esforço para adaptar-se às condições do meio, a capacidade de resistência, precisam ser salientados e devidamente estimados; servem como exemplo. Nosso Partido sempre se orgulhará dessa luta; do sacrifício dos camaradas que lá tombaram, tentando abrir caminho para a vitória de nossa causa. Mas para determinar a validade de uma experiência isso apenas não basta. O fundamental, no caso concreto e como já ficou esclarecido em documentos relacionados com a guerra de guerrilhas, é a sobrevivência e o desenvolvimento da mesma. E isto depende antes de tudo da incorporação das massas à guerrilha, de estas fazerem sua a causa — a bandeira levantada pelos guerrilheiros”.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait