Viva os 82 anos do glorioso Levante Popular de 1935!

A- A A+

O dia 23 de novembro de 2017 marca os 82 anos do glorioso Levante Popular Armado de 1935, dirigido pelo jovem Partido Comunista do Brasil (PCB), fato político de enorme significado para a história de nosso país e que até os dias de hoje enche de fúria os reacionários, as “autoridades” da velha política, as Forças Armadas etc. que qualificam o evento como “Intentona Comunista”. De 23 a 27/11, revolucionários se levantaram em quartéis de Natal, Recife e Rio de Janeiro, levado a cabo pela Aliança Nacional Libertadora, sob a direção do PCB.

Memorial da Democracia
Revolucionários do 3º regimento de infantaria da Praia Vermelha, RJ, 1935 (Foto: Memorial da Democracia)
Revolucionários do 3º regimento de infantaria da Praia Vermelha, RJ, 1935

Segundo o grande dirigente comunista brasileiro Pedro Pomar, no artigo A gloriosa bandeira de 1935, publicado no jornal A Classe Operária nº 102, em novembro de 1975: “A importância extraordinária da insurreição de 35 reside no fato de que pela primeira vez situou em forma concreta, em termos práticos, para os militantes comunistas e as forças populares, a tarefa da preparação e do desencadeamento da luta armada. Por isso, nosso Partido, procurando generalizar essa magnífica experiência e outras já vividas nesse terreno pelo povo brasileiro, e à luz dos ensinamentos do marxismo-leninismo, concluiu que o método provado para alcançar o triunfo é o da guerra popular, da guerra revolucionária das massas. Com base nessa concepção, o Partido orienta seu esforço, preparando-se para a luta armada. Só assim, estará em condições de realizar, junto com as massas e na devida oportunidade, ações de envergadura, capazes de vencer a violência das forças contrarrevolucionárias”.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Em outras ocasiões, o jornal A Nova Democracia publicou artigos sobre o assunto, dentre os quais destacamos um do Núcleo de Estudos do Marxismo-leninismo-maoismo - Resgatemos a gloriosa bandeira de 1935 - publicado na edição nº 122 (1ª quinzena de dezembro de 2013); e outro intitulado 80 anos do Levante Popular Armado de 1935: Harry Berger e a Revolução Democrática no Brasil, publicado na edição nº 161 (2ª quinzena de novembro de 2015).

Este último consiste na reprodução do importantíssimo artigo do grande dirigente comunista e internacionalista alemão Arthur Ewert (pseudônimo Harry Berger), destacado pela Internacional Comunista para dar suporte ao processo.

Após a derrota do Levante, preso por 13 anos no Brasil, Berger foi submetido às mais brutais torturas que se têm notícias em nossa história, morrendo num hospital psiquiátrico na Alemanha em 1959. Deixou um legado imortal de internacionalismo dando toda sua energia pela causa da Revolução Brasileira.

Em seu artigo, o comunista alemão aponta:

“A revolução no Brasil é uma revolução nacional anti-imperialista. Propõe-se à confiscação das empresas imperialistas, a anulação dos empréstimos estrangeiros, a expulsão dos imperialistas e de seus agentes no Brasil.

A revolução no Brasil é agrária. Propõe-se a confiscação, sem indenização, das terras das concessões estrangeiras, das plantações, das propriedades dos grandes latifundiários, igrejas e ordens religiosas, para serem distribuídas entre os camponeses.

A revolução no Brasil melhorará as condições dos operários porque confiscará as grandes empresas imperialistas e as grandes fábricas dos demais capitalistas, estabelecendo um horário de 6 a 8 horas de trabalho, aumentando os salários, melhorando as condições sanitárias e de vida e aumentando a vida cultural.”.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait