41 anos da Chacina da Lapa

A- A A+

A Chacina da Lapa ocorreu no dia 16 de dezembro de 1976, resultado de uma operação das Forças Armadas que visava eliminar o Comitê Central do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), que se reunia na Rua Pio XI, no bairro da Lapa, em São Paulo.

Arquivo Estadão
Aparelho partidário na rua Pio XI onde ocorreram os assassinatos (Foto: Arquivo Estadão)
Aparelho partidário na rua Pio XI onde ocorreram os assassinatos

Na ocasião, os grandes dirigentes comunistas Pedro Pomar e Ângelo Arroyo foram barbaramente assassinados. O dirigente comunista João Batista Franco Drummond, também membro do Comitê Central, havia sido preso um dia antes e foi assassinado sob bárbaras torturas no odioso Destacamento de Operações de Informação - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI/Codi). Outros cinco comunistas foram presos e levados às torturas.

Este fato trágico na história do Movimento Comunista brasileiro contribuiu para o aniquilamento do PCdoB enquanto um partido revolucionário do proletariado, pois, em seguida, sua direção foi tomada de assalto por revisionistas que, sob a batuta de João Amazonas, transformaram o PCdoB neste pecedobê apodrecido e completamente integrado ao velho Estado burguês-latifundiário de hoje.

Reconstruído em 1962 com a sigla PCdoB (para se diferenciar do antigo PCB revisionista de Prestes), o partido de Pedro Pomar, Maurício Grabois e outros notáveis revolucionários dirigiu a heroica Guerrilha do Araguaia, que até os dias atuais é o mais elevado nível da luta de classes no Brasil, em que pese a dificuldade da assimilação da ideologia do proletariado, que, na época, com as grandes experiências da Revolução Chinesa, já havia evoluído em marxismo-leninismo-maoismo.

Mesmo com limitações na compreensão da ideologia do proletariado, os comunistas, ligando-se às massas camponesas, ousaram levantar a bandeira da luta armada e foram até a região do Araguaia. Lá, de armas nas mãos, verteram seu honrado sangue não só contra o regime militar-fascista pró-USA, mas pela Revolução Brasileira.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait