Índia: Policial confessa matar mais de 100 em Manipur

A- A A+

O agente da polícia indiana Herojit Singh, que atua no estado de Manipur, confessou ter matado mais de 100 pessoas, sob a justificativa de "guerra aos maoístas". Essa confissão expõe publicamente a ação genocida levada a cabo pelas forças indianas em Manipur.

A confissão pública obrigou a Suprema Corte do velho Estado indiano a ordenar abertura de investigação para apurar outras execuções e ações genocidas.

Segundo entidades democráticas, mais de 1,5 mil pessoas foram executadas pelas forças policiais nos últimos anos em Manipur. 

Manipur é uma região que acolhe vários grupos armados separatistas que condenam a ocupação militar da Índia e exigem sua retirada, incluindo a luta armada dirigida pelo Partido Comunista Maoísta do Manipur.

 

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait