PR: Moradores se mobilizam em defesa do Centro Comunitário

A- A A+

Contribua para a campanha de arrecadação para o Conselho Comunitário!

Situado no bairro da Vila C, região norte de Foz do Iguaçu, o Conselho Comunitário da Vila C (CCVC) se reuniu em assembleia, na última segunda-feira (30/10/17), os moradores da região notificam que o Conselho está sujeito de fechar caso a dívida de cerca de 98 mil reais não seja paga.

Devido ao sucateamento e falta de infraestrutura básica por parte do Estado que deveria prover isso a toda população, somado à um período de debilidade organizativa do Conselho, essa dívida não conseguiu ser quitada, o que tornou-se uma bola de neve e chegou a valores estratosféricos para um Conselho de bairro.

Tal situação é reflexo da situação geral a nível nacional de ataque contra o povo por parte do Estado que cada dia torna mais difícil a sustentação da vida e do acesso aos direitos básicos. O CCVC é gerenciado pelo povo e serve a este como nunca o velho Estado será capaz de servir. A resistência do Conselho que busca suprir as necessidades de cultura, educação e solidariedade entre o povo, persiste há mais de 10 anos.


Diversas atividades são oferecidas de modo que os filhos do povo tenham a oportunidade de desenvolver plenamente suas habilidades sem pagar nada por isso.

A união dos trabalhadores da Vila C vem promovendo há anos, através do Conselho Comunitário, ações socioculturais para idosos, adultos, jovens, adolescentes, e crianças do bairro Vila C e região, diminuindo a inserção da juventude no tráfico e consumo de drogas, estimulando a criatividade para ações socioculturais, esportivas e cursos de capacitação profissional. Através de um trabalho interdisciplinar busca fazer a ponte de conhecimento do aluno nas mais variadas esferas, estimulando sua capacidade de socialização, opondo-se a concepção burguesa de separação do trabalho manual e intelectual que condena os filhos dos trabalhadores a não desenvolverem todo seu potencial. O Conselho atualmente atende cerca de 380 crianças e adolescentes mensalmente de maneira gratuita.


A VILA C

O bairro onde se localiza o Conselho é uma herança de duros tempos da construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu em Foz do Iguaçu, em meio ao regime militar. A Vila C (Vila dos Barrageiros) é um dos conjuntos habitacionais criados para abrigar os envolvidos na construção do projeto separados por classe. Gerenciada pela Itaipu, esta área foi destinada aos operários vindos de todos os cantos do país em busca de trabalho, que sofreram duras repressões, regimes de vigilância constante e ausência de serviços básicos de saúde, educação e lazer.

No ano de 1990 a Vila C foi passada do gerenciamento da Itaipu para o gerenciamento do velho Estado, onde a situação de infraestrutura urbana precária e o abandono persistiram, levando a população a se organizar através de lugares como o Conselho Comunitário que passou a fornecer diversos serviços que o Estado não supria.    

A CAMPANHA

Hoje o CCVC é aberto para realização de várias atividades propostas pela própria população, é um local de encontro, aprendizado e luta. A campanha de arrecadação online levantada pelo comitê de apoio AND em Foz do Iguaçu, que desenvolve uma série de estudos e atividades no espaço, visa propagar a capacidade de organização do povo e a necessidade de união frente ao descaso do Estado e buscar recursos para manutenção e sobrevivência do Centro.

Nossa união pode mantê-lo funcionando, Colabore! Todos pelo CCVC!

Para quem puder contribuir, seguem os dados da conta:
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

AG: 3976
CC: 966-0 Pessoa Juridíca
OP: 003
Conselho Comunitário Vila C

Link da Campanha

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait