Índia: Democratas exigem libertação de Saibaba

A- A A+

Cerca de 450 pessoas marcharam pelas ruas exigindo a libertação do professor democrata GN Saibaba, no dia 1º de novembro. A marcha, realizada na cidade de Jalandhar, estado de Punjab, mobilizou representantes de entidades democráticas e muitos estudantes.

Segundo apuração do blog Democracy and Class Struggle (Democracia e Luta de Classes, em português), “o protesto foi qualitativamente um sucesso e desempenhou um papel importantíssimo na construção de uma consciência política democrática e revolucionária” e uma vitória sobre as tendências arquirreacionárias que crescem na Índia.

O blog destaca ainda que “a voz do professor Saibaba representa a de milhões de oprimidos de toda a nação” e, portanto, lutar por sua libertação é lutar pela libertação de todo o povo. “Na história da pós-independência, sem dúvida, nenhum intelectual tem defendido com tanta coragem e franqueza a democracia revolucionária ou o movimento maoísta”, concluiu.

O professor Saibaba foi condenado à prisão perpétua no dia 8 de março deste ano, juntamente com mais quatro pessoas – dentre eles um estudante da União Democrática de Estudantes e um jornalista. A sentença foi do Tribunal de Sessões de Gadchiroli (Maharashtra).

Esta é a terceira vez que Saibaba fica detido e encarcerado por longo período. A primeira vez foi entre maio de 2014 e junho de 2015, e a segunda entre dezembro de 2015 a abril de 2016.

GN Saibaba tem 47 anos e não possui movimento em 90% do corpo. Em fevereiro de 2017, pouco antes de ser novamente preso, foi internado no Hospital Rockland, em Nova Delhi, e diagnosticado com pancreatite aguda. A doença, que pode levá-lo à morte, não está sendo tratada corretamente por negligência do velho Estado, conforme denunciaram ele próprio e seus familiares.

Vida de Saibaba em risco

Em carta escrita à sua mulher Vasantha no dia 17/10, o professor GN Saibaba denunciou a gravidade de sua saúde e da negligência médica que ele próprio qualifica de “criminosa e insensível”. “Não vou sobreviver ao próximo inverno, tenho certeza”, denuncia Saibaba.

“Estou com medo de pensar no inverno. Já estou tremendo e com febre contínua. Eu não tenho um cobertor. Eu não tenho um suéter ou jaqueta. À medida que a temperatura diminui, as dores excruciantes e contínuas nas pernas e na mão esquerda aumentam. É impossível para mim sobreviver aqui durante o inverno que começa a partir de novembro. Eu moro aqui como um animal nos últimos suspiros. De alguma forma, eu consegui sobreviver por 8 meses. Mas não vou sobreviver ao próximo inverno. Tenho certeza. É inútil escrever sobre minha saúde por mais tempo.”, detalha.

Ele pede para que seus advogados se esforcem para emitir pedido de fiança até a primeira semana de novembro para que possa sobreviver. “Lembre-se: se isso não for feito, minha situação ficará fora de controle. Eu não sou o responsável. Estou deixando claro para você. Daqui para frente, não vou mais escrever sobre isso”, afirma.

Entidades democráticas, trabalhadores e jovens estudantes exigem a libertação de GN Saibaba durante marcha.

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait