Dia Nacional de Luta pelo Ensino Público no Nordeste

A- A A+

Publicamos a seguir nota da apoiadores de AND que atuaram no Dia Nacional de Luta em Defesa do Ensino Público sobre as atividades desenvolvidas no Nordeste do país, particularmente no Pernambuco, Piauí e Alagoas.


No dia 23 de novembro, os estudantes da UPE-Petrolina, UNEB-Juazeiro e das particulares IESPE e UNIT se reuniram na universidade em que ocorreu o 37º Encontro Nacional de Estudantes de Pedagogia.

O ato convocado pela Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia começou por volta das 15 horas com os estudantes da pedagogia, licenciaturas e professores da rede de ensino de Juazeiro realizando oficina de cartazes e faixas e muita agitação na universidade. Às 18 horas, os manifestantes fecharam a BR – 203, próxima a universidade, causando um caos no trânsito. Por mais de uma hora, foram denunciadas as políticas imperialistas do Banco Mundial que segue sendo aplicadas pelo Bandido do Temer, Mendocinha e toda sua quadrilha para o ensino público. O governo ameaça acabar com a gratuidade das universidades públicas e intensifica a intervenção privatista na formação e exercício da profissão do pedagogo. Tais medidas foram denunciadas pelos estudantes e que gritavam palavras de ordem para chamar atenção de população: Deixa passar a revolta popular! Pedagogia é união, não vai passar essa regulamentação!

Mais uma vez se confirma a vitória do 37º Encontro Nacional de Estudantes de Pedagogia e  a justeza das bandeiras de luta da ExNEPe! O último ENEPe não só debateu sobre as medidas antipovo e vendepátria do Temer como também se tirou um plano de lutas para barrar os planos entreguistas da nossa nação e da nossa educação!

A Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia tem sido a vanguarda do movimento estudantil brasileiro, derrotando o burocratismo e a paralisia da falida União Nacional dos Estudantes e de centros acadêmicos e diretórios acadêmicos burocratizadores que querem fazer do movimento estudantil palanque eleitoreiro ou agências de turismo. O histórico da ExNEPe é de luta e durante todos esses anos tem dirigido os estudantes de Pedagogia a tomar posição pelo classista em defesa de um ensino público, gratuito, democrático e a serviço do povo.

PERNAMBUCO

Em Recife, cerca de 50 estudantes participaram de um debate organizado pela Seção Pernambuco da Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia. Durante a atividade, realizada na UFPE, as representantes da ExNEPe apresentaram o conjunto de ataques contra a educação que estão sendo impostos pelo velho Estado através de seu gerente de turno Temer/PMDB, entre os principais a falsa-regulamentação da profissão do pedagogo e a privatização das universidades públicas, cuja implementação está sendo cobrada com urgência pelo imperialismo ianque via Banco Mundial, conforme relatório divulgado recentemente.

Em Nazaré da Mata/PE, no campus Mata Norte da Universidade de Pernambuco, ativistas da ExNEPe organizaram uma agitação para mais de 40 estudantes das diversas turmas de pedagogia, apresentando a importância de participar do Dia Nacional de Luta em Defesa do Ensino Público e apontando a participação dos estudantes na Audiência Pública em Brasília no dia 07/12 para exigir o que o projeto de lei seja arquivado e sua tramitação suspensa imediatamente.

PIAUÍ

Na Praça da cidade de Pedro II, estudantes de uma turma do ensino a distância da Universidade do Piaui – polo Luzilândia, aproveitaram para organizar também uma manifestação denunciando a privatização das universidades brasileiras e a falsa regulamentação da profissão do pedagogo (PL 6847).

ALAGOAS

Estudantes de pedagogia e licenciatura da Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL, da UNINTER e da UFAL participaram das atividades do Dia Nacional de Luta 23 de Novembro organizadas pela ExNEPe em Alagoas. No campus de Arapiraca, uma reunião marcou o dia de luta, na qual os estudantes debateram sobre a falsa-regulamentação da profissão do pedagogo, desmascarando sua vinculação ideológica ao “Escola sem Partido” como instrumento de perseguição, controle e punição dos professores, como parte da intervenção privatista de Temer e sua quadrilha na educação brasileira. Em União dos Palmares, uma assembleia debateu sobre o sucateamento da universidade e as formas de luta contra o fechamento desta. O campus da UNEAL em União dos Palmares funciona num prédio alugado, cujo contrato vence no próximo mês. Os estudantes debateram a necessidade de se organizarem para garantir a transferência do campus para o prédio definitivo e para a contratação de mais professores.

 

Assine já!

Receba quinzenalmente a edição impressa
do Jornal A Nova Democracia no seu endereço
e fortaleça a imprensa popular e democrática.

Endereços


Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.921-060
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja
Rafael Gomes Penelas

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait