PA: Munduruku queimam carros em protesto contra assassinato de parente

A- A A+
Assassinato de Elinaldo Tome Akay Munduruku gera a revolta dos munduruku de Jacareacanga. Foto do Movimento Iperegayu

Com informações do Movimento Iperegayu

 

Os munduruku queimaram quatro veículos e ocuparam a entrada da Unidade Integrada de Polícia de Jacareacanga, município situado no sudoeste do Pará, no dia 13 de fevereiro. A ação foi um protesto contra o assassinato de Elinaldo Tome Akay Munduruku, que foi encontrado morto no dia 6 de fevereiro com marcas de golpes de facão no corpo. Os munduruku cobram a investigação deste crime e a maior segurança para a população de Jacareacanga.

No dia 6 de fevereiro, Elinaldo Tome Akay Munduruku foi encontrado morto com marcas de golpes de facão no corpo. Foto do do Movimento Iperegayu

 Elinaldo Munduruku, morador da aldeia Katon, teria sido assassinado próximo uma unidade da concessionária de energia Celpa quando retornava para casa. No dia 12 de fevereiro, dois jovens foram presos por serem suspeitos de terem cometido este crime.

Quatro veículos estacionados próximos a Unidade Integrada de Polícia de Jacareacanga foram queimados pela fúria munduruku. Foto do Movimento Iperegayu

 Em nota divulgada no dia 14 de fevereiro, o Movimento Iperegayu, uma associação composta por munduruku, afirmou que o protesto foi uma resposta a inoperância da Polícia Militar e do Judiciário em combater os crimes cometidos contra os indígenas e demais moradores de Jacareacanga.

Cerca de 50 munduruku participaram de protesto contra assassinato. Foto do Movimento Iperegayu

“Nós estamos aqui denunciando juntamente com as familiares dos assassinados e agora estamos na cidade de Jacareacanga manifestando contra toda essa violência contra o povo Munduruku e população de Jacareacanga”, frisou o Movimento Iperegayu em outra nota, divulgada no dia do protesto.

 

Os munduruku ocuparam a entrada da Unidade Integrada de Polícia de Jacareacanga. Foto do Movimento Iperegayu

Os indígenas responsabilizam os megaempreendimentos como hidrelétricas e portos, além dos garimpos, como os principais responsáveis pelo o aumento da criminalidade nesse município.

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait