Somália: 46 soldados invasores são aniquilados

A- A A+

Combatentes da Resistência Nacional somali aniquilaram 46 soldados durante um ataque a uma base militar da União Africana, dia 1º de abril, em um vilarejo chamado Bulo-Marer, no sul do país.

Os combatentes, vinculados ao Al-Shabaab, iniciaram a ação com dois carros-bomba que explodiram na entrada da base fortificada. A ação mobilizou pelo menos 100 combatentes da Resistência Nacional, que utilizaram granadas e metralhadoras. Em troca, 14 combatentes do Al-Shabaab tombaram no ataque.

Os 46 soldados eram provenientes de Uganda e atuavam na operação de ocupação colonial do país, sob o pretexto de estabilizá-lo contra a ação de grupos armados islâmicos. Esses grupos armados islâmicos, que muitas vezes revestem suas ações e políticas com um teor sectário e religioso, centraliza hoje suas ações contra as tropas estrangeiras.

Um pouco mais sobre a ocupação

Conforme já analisamos em AND 207, a Somália e outros países fronteiriços foram arrastados para a guerra de dominação após a intervenção com tropas do imperialismo francês no Mali, em 2013. Na ocasião, grupos armados islâmicos tomaram controle de vastos e ricos territórios no Norte do Mali, contrariando os interesses franceses.

No entanto, a invasão imperialista francesa – que, em junho de 2013 passou a realizar-se com tropas da ONU provenientes de vários países, mas dirigidas pelos franceses – logo passou a realizar ações nos países limítrofes, como Chade, Somália, Níger e Burkina Faso, levando para esses países os grupos de Resistência Nacional.

Na Somália, além de tropas da União Africana – que é hegemonicamente manobrada pelo USA – há tropas do imperialismo ianque. Em abril de 2017, o arquirreacionário Donald Trump enviou dezenas de tropas ao país, no maior movimento do tipo desde sua fatídica derrota na batalha de Mogadíscio, em 1993, quando foram aniquilados 14 soldados ianques e derrubados dois helicópteros de guerra.

Os soldados ianques atuantes no país pertencem à 101ª Divisão Aerotransportada e visam bater as posições do grupo Al-Shabaab.

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait