MS: Guarani e kaiowá resistirão a tentativa de despejo em Caarapó

A- A A+
Guarani e kaiowá se mobilizam para resistir a tentativa de despejo por parte da Polícia Federal. Foto de Helio de Freitas

Os tekohas Guapoy, Jeroky Guasu e Pindo Roky, no município de Caarapó, sul do Mato Grosso do Sul, estão ameaçados de despejo pela Polícia Federal. Os guarani e kaiowá anunciaram que pretendem resistir às reintegrações de posses. O prazo para o cumprimento dos mandados de reintegração de posse já foi ultrapassado, podendo ocorrer a qualquer momento.

“A comunidade não vai abrir mão de nenhum pedaço desse território. Medo a comunidade não tem. Depois da perda dos nossos parentes e os outros sete que derramaram seu sangue no massacre, a comunidade tá bem preparada para enfrentar o que for. Ela não vai abrir mão de Dourados Amambaipeguá I, está pronta para o que for”, frisou Kunumi Apyka’i Rory em entrevista ao Conselho Indigenista Missionário (Cimi).

O mandado de reintegração de posse contra as famílias do tekoha Jeroky Guasu foi expedido em benefício do latifundiário José Odonel Vieira da Silva. O tekoha Guapoy é ameaçado por mandado favorável a empresa Penteado Participações e Investimentos Ltda.

Já os guarani e kaiowá do tekoha Pindo Roky estão sendo ameaçados de despejo por mandado de reintegração de posse em favor do latifundiário Orlandino Carneiro Gonçalves, pretenso proprietário da fazenda Santa Helena. Ele é réu confesso no assassinato do guarani e kaiowá Denilson Barbosa, de 15 anos, em 2013.

As duas áreas formadas a partir de retomadas do território tradicional dos guarani e kaiowá integram a Terra Indígena Dourados Amambaipeguá 1 – uma área de 55,6 mil hectares que engloba terras sobrepostas de 87 fazendas nos municípios de Amambai, Caarapó e Laguna Carapã – e se situam próximo a Reserva Indígena de Caarapó.

Nas últimas décadas, os guarani e kaiowá vêm avançando no processo de retomada do seu território tradicional, que foi sendo expropriado ao longo dos séculos e resultou no confinamento dos indígenas em reservas ou em acampamentos, normalmente as margens de estradas.

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait