AL: Aumento da passagem e precarização do transporte gera protesto em Maceió

AL: Aumento da passagem e precarização do transporte gera protesto em Maceió

Print Friendly, PDF & Email

O ano começou com mobilizações na cidade de Maceió contra o absurdo aumento das passagens de ônibus que passaria de 3,65 para 4,10.  

No dia 6 de Janeiro, cerca de 60 pessoas se reuniram no centro da capital alagoana, onde foi realizada a entrega de panfletos à população e falas denunciando o aumento abusivo e a precariedade do serviço de transporte público na cidade e região metropolitana.

Após a panfletagem, os manifestantes seguiram em marcha pelas principais ruas do centro entoando palavras de ordem e recebendo o apoio da população maceioense. 

A situação do transporte público em Maceió é caótica, com ônibus velhos e quebrados em circulação, além de motoristas e cobradores com salários atrasados. A própria prefeitura admite isso, ao afirmar que as empresas não têm cumprido com suas obrigações licitatórias de renovação da frota e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) lacrou 49 veículos da empresa Veleiro, uma das responsáveis pelo transporte coletivo na capital, por se tratarem de ônibus velhos, os quais por determinação de lei não deveriam estar circulando. 

Após a manifestação, o Ministério Público de Alagoas embargou o aumento e entrou em processo de negociação com os empresários do transporte público. O prefeito, mirando nas próximas eleições, declarou-se contrário ao aumento, mas as massas não baixarão sua guarda, sabendo que só com a luta pode-se garantir a vitória. 

Empresa Veleiro teve ônibus lacrado após idosa cair quando o assento de um dos seus veículos se soltou, em Maceió (AL). Foto: Ascom SMTT e Redes sociais . 

Dezenas de ônibus sucateados foram lacrados.  Foto: Ascom SMTT e Redes sociais  

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: