Além de São Paulo, metroviários de BH e Recife decidem aderir à Greve Geral

Além de São Paulo, metroviários de BH e Recife decidem aderir à Greve Geral

Print Friendly, PDF & Email

Foto: Sindicato dos Metroviários de São Paulo

Dias após a aprovação da participação dos metroviários de São Paulo na Greve Geral de 14 de junho, na última segunda-feira, 10, durante uma assembleia no Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindmetro-MG), os mineiros também decidiram pela integração na Greve contra a “reforma” da Previdência do governo de generais de Bolsonaro. 

Na convocatória da Assembleia do dia 10, o sindicato lançou uma nota explicando os motivos de sua realização, a qual reproduzimos abaixo.

“Independente do candidato que você escolheu, o seu voto não foi pelo fim da sua aposentadoria. Agora, sem dialogar com a população, o governo quer aprovar uma reforma da Previdência que não acaba com privilégios e desigualdades, mas acaba com o direito de milhões de brasileiros se aposentarem, especialmente os mais pobres.

O discurso de que Previdência está quebrada, como repete o governo e a mídia, é uma mentira. O relatório aprovado por unanimidade pela CPI do Senado, realizada em 2017 comprovou que a Previdência é superavitária.

O problema é a gestão dos recursos, a sonegação e as dívidas de muitas empresas. Nos últimos 4 anos, os patrões descontaram R$ 125 milhões dos trabalhadores e não repassaram para o INSS. A dívida das empresas com a Previdência já soma R$ 450 bilhões. Só em 2017 o Brasil deixou de arrecadar R$ 354 bilhões em renúncias fiscais.

Além disso, o governo aplica a Desvinculação das Receitas da União (DRU), que desvia todo mês 30% dos recursos da Previdência para outras áreas.

O objetivo é atender os interesses dos banqueiros e dos patrões, que reduzirão seus custos, ampliarão lucros e seguirão no caminho da destruição total dos direitos, iniciado com a terceirização e a reforma trabalhista.”

Recife

Já na capital pernambucana, os metroviários também realizaram Assembleia na noite do dia 10 e deliberaram pela adesão à Greve Geral de 14/06. A assembleia ocorreu na Praça da Greve,  localizada na Estação Recife.

Segundo o Sindicato dos Metroviários de Pernambuco, no Recife a greve de 24 horas inicia à meia noite da quinta para a sexta-feira.

Metroviários de Recide aderem à Greve Geral de 14 de junho. Foto: Sindicato dos Metroviários de Pernambuco

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: