Alemanha: Proletários enfrentam a polícia contra despejo

Alemanha: Proletários enfrentam a polícia contra despejo

Print Friendly, PDF & Email

Cerca de 200 pessoas protestaram combativamente e enfrentaram a repressão policial no bairro de Connewitz, em Leipzig, durante uma manifestação contra um projeto que pretende expulsar a população pobre da área fazendo com que os preços dos imóveis subam. Como reação aos planos das grande construtoras e contra a brutalidade policial, os moradores atearam fogo no canteiro de obras, e lançaram garrafas e fogos de artifício contra os agentes.

A população local já havia atacado o canteiro de obras e os trilhos de trem construídos dentro dela pela grande construtora diversas outras vezes, demarcando que não deixariam que o projeto se desenvolvesse sem lutar.

Na operação para reprimir os moradores revoltados, participaram a Polícia Federal, a Polícia “Antiterrorismo”, uma empresa de “segurança” privada, além de contarem com um helicóptero durante a repressão. Diante de tamanha mobilização das forças do Estado Imperialista, apenas três manifestantes foram detidos.

Moradores do bairro operário Connewitz incendeiam trilhos de trem de grande construtora que tenta os expulsar do bairro. Foto: Eric Pannier

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: