AM: Em sétimo dia de greve, rodoviários e usuários se unem contra descaso em Manaus

AM: Em sétimo dia de greve, rodoviários e usuários se unem contra descaso em Manaus

Print Friendly, PDF & Email

Há sete dias de greve, os rodoviários de Manaus tiveram um apoio ativo dos trabalhadores locais, no dia 4 de junho. Um grande protesto espontâneo ocorreu no terminal de integração 4 e centenas de trabalhadores destruíram os ônibus coletivos. A greve exige a não aplicação da reforma trabalhista (“trabalho intermitente”), e os usuários exigem melhores condições do transporte coletivo e baixa na tarifa.

A revolta iniciou quando os rodoviários pararam pela sétima vez, impulsionando assim os trabalhadores a uma justa revolta contra as péssimas condições do transporte coletivo, associados a um alto valor da tarifa. Em questão de minutos dezenas de pedras foram arremessadas nas vidraças dos ônibus, inicialmente nos veículos mais precários, posteriormente a todos os demais veículos que estavam parados no terminal 4.

O protesto espontâneo e combativo durou cerca de uma hora, apesar da presença de policiais militares. Nem mesmo a Tropa de Choque foi capaz de cessar o protesto. Os trabalhadores saíram do terminal e fecharam as ruas próximas.

Além do terminal 4, os rodoviários paralisaram também os terminais de integração 3, além dos terminais dos bairros Petrópolis, Vila Marinho, Bairro da Paz e Conjunto Augusto Montenegro. Segundo dados não oficiais cerca de 61 ônibus foram apedrejados, sendo 3 destes incendiados parcialmente.

Ainda durante a manhã de hoje parte dos rodoviários realizaram um protesto em outro ponto da cidade cobrando abertura de investigações sobre a planilha de custos que é utilizada como base para o cálculo da tarifa, elaborada pela prefeitura da cidade.

Foto: Junio Matos

Foto: Banco de dados AND

Foto: Marcio Silva

Foto: Banco de dados AND

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: