BA: Ferroviários promovem greve de 48 horas

BA: Ferroviários promovem greve de 48 horas

Print Friendly, PDF & Email

Trabalhadores ferroviários iniciaram no dia 4 de setembro uma paralisação de 48 horas em Salvador. Um protesto ocorreu na Estação da Calçada. A categoria reivindica reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Acompanhados de um carro de som, distribuíram panfletos para a população explicando os motivos da ação. Os trens do subúrbio que ligam os bairros da Calçada e Paripe foram paralisados.

De acordo com o Sindicato dos Ferroviários (Sindiferro) foi a falta de acordo com a Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) que motivou a paralisação. O reajuste salarial não é dado aos trabalhadores há três anos e, caso não haja acordo novamente, a paralisação continuará até que as exigências sejam atendidas.

A Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), por sua vez, em entrevista para o monopólio de imprensa, tentou justificar-se dizendo o valor dos salários atuais não está sendo reajustado por conta da crise econômica no país, jogando para as costas dos trabalhadores o ônus, mantendo seus fabulosos superlucros.

Trabalhadores distribuem panfletos para informar usuários dos trens sobre a greve

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: