BH: Operários celebram 40 anos dos grandes levantes de 1979 e lançam jornal comemorativo

BH: Operários celebram 40 anos dos grandes levantes de 1979 e lançam jornal comemorativo

Print Friendly, PDF & Email

Operários lotaram o salão do evento em celebração aos 40 anos dos Grandes Levantes Operários no Brasil. Foto: Comitê de Apoio ao AND – Belo Horizonte

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção de Belo Horizonte (Marreta) juntamente com a Liga Operária realizaram um vibrante ato público em celebração aos 40 anos dos Grandes Levantes Operários no país, no último dia 30 de julho, na capital mineira.

Nesta data é celebrado o Dia do Trabalhador da Construção de Belo Horizonte, em honra ao tratorista Orocílio Martins Gonçalves, assassinado pela PM a mando do regime militar-fascista durante a ‘Rebelião do Pedreiros’ de 30 de julho de 1979.

Leia também: Orocílio Martins Gonçalves segue vivo na luta operária

O evento contou com a participação de vários veteranos combatentes que atuaram na histórica greve dos trabalhadores da construção civil de Belo Horizonte daquele ano, além de representantes de movimentos populares de luta pela terra, estudantil e de mulheres.

No auge da celebração, o dirigente metalúrgico da greve operária da Mannesman, Albênzio, pronunciou um profundo discurso que enriqueceu muito a compreensão de todos os presentes a respeito dos gloriosos levantes que estremeceram o país há 40 anos.

Mesa de debates decorada com faixas comemorativas, bandeiras e cartazes dos heróis e heroínas do povo. Foto: Comitê de Apoio ao AND – Belo Horizonte

A brilhante exposição foi mais do que oportuna num momento em que os históricos levantes de massas são valiosos exemplos e concedem valorosas lições para as tormentas que se avizinham. Também foi lançada uma edição especial celebrativa do jornal do Marreta, estampando como manchete: “1979-2019: 40 anos dos Grandes Levantes Operários em Belo Horizonte e Região.

Durante o combativo ato público, o Marreta renovou seu juramento de seguir no caminho da luta classista e defender os interesses dos trabalhadores.

A vibrante homenagem terminou conclamando todos os trabalhadores e entidades a tomarem parte ativa na organização da Greve Geral de Resistência Nacional, através da conformação de Comandos de Greve nos locais de trabalho e moradia contra os ataques desse governo latifundista, obscurantista, vende-pátria e antipovo, tutelado pelo Alto Comando das Forças Armadas (ACFA), serviçal do imperialismo, principalmente ianque.

Clique aqui e baixe o PDF do jornal

ASSISTA O VÍDEO

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: