Bolívia: Povo protesta em fúria e obriga policiais a recuar

Bolívia: Povo protesta em fúria e obriga policiais a recuar

Print Friendly, PDF & Email

Moradores de bairros pobres se revoltam contra descaso do velho Estado boliviano e lançam pedras contra a polícia

Dezenas de moradores de Cochabamba, na Bolívia, que protestavam exigindo que o velho Estado fantoche entregasse alimentos e os garantisse renda mínima durante a pandemia da Covid-19, foram duramente reprimidos pela polícia, enfrentando os agentes com pedras e coquetéis molotov até os expulsar do local, no dia 11 de maio.

Os agentes de repressão responderam à manifestação das massas famintas e desempregadas com gás lacrimogêneo e balas de borracha, sendo respondidos com pedras e coquetéis molotov, até serem vergonhosamente encurralados pelo povo revolto.

Já no dia 12 de maio, o acesso ao aterro sanitário próximo ao local do protesto no dia anterior foi bloqueado enquanto vizinhos de outro bairro ao lado protestavam.

No mesmo dia, presos da prisão de Palmasola, na cidade ao lado, Santa Cruz, também se rebelaram exigindo condições mínimas para não se infectarem e sobreviveram à pandemia da Covid-19. Dois detentos já haviam morrido pela doença no local.

Moradores de bairros pobres se revoltam contra descaso do velho Estado boliviano e enfrentam a polícia

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: