A PROPÓSITO: Bolsonaro abaixa o tom durante manifestação na Av. Paulista

O programa A Propósito realizou uma edição especial para tratar da agitação bolsonarista na Avenida Paulista no dia 25 de fevereiro. O programa contou com a apresentação de Enrico Di Gregorio, jornalista de AND e apresentador do programa, e do Diretor-Geral do jornal, Victor Bellizia. O vídeo pode ser visto aqui.

A PROPÓSITO: Bolsonaro abaixa o tom durante manifestação na Av. Paulista

O programa A Propósito realizou uma edição especial para tratar da agitação bolsonarista na Avenida Paulista no dia 25 de fevereiro. O programa contou com a apresentação de Enrico Di Gregorio, jornalista de AND e apresentador do programa, e do Diretor-Geral do jornal, Victor Bellizia. O vídeo pode ser visto aqui.
Print Friendly, PDF & Email

O programa A Propósito realizou uma edição especial para tratar da agitação bolsonarista na Avenida Paulista no dia 25 de fevereiro. O programa contou com a apresentação de Enrico Di Gregorio, jornalista de AND e apresentador do programa, e do Diretor-Geral do jornal, Victor Bellizia. O vídeo pode ser visto aqui.

Leia, também, o comentário editorial do programa A Propósito de hoje:

O ato de hoje expressa, em primeiro lugar, que Bolsonaro é mesmo O Fraco. Em seu discurso, defendeu explicitamente uma anistia, fazendo comparativo com aquela concedida aos torturadores do regime militar por ocasião da Constituinte. Bolsonaro quer salvar a própria pele, como um pulha que é, mas para soar como defensor de uma “causa nobre”, fez referência aos “homens e mulheres” presos por participarem da segunda bolsonarada de 8 de janeiro de 2023, pela primeira vez desde aqueles acontecimentos, como se estivesse a defendê-los. Cínico! Em segundo lugar, é preciso pontuar: se é verdade que o ato foi grande, é preciso ter em conta que foram mobilizadas pessoas de todo o Brasil para se concentrarem em São Paulo, e tudo bancado pelo protonazista, fantasiado de pastor, Silas Malafaia. Este não foi, nem de longe, o maior ato dos bolsonaristas, e tampouco foi aquele que expressou maior peso político: os figurões do parlamento, e mesmo os governadores Zema e Tarcísio, participaram somente por cálculo eleitoral. Se Bolsonaro tinha por objetivo demonstrar peso de massas para frear as investigações, ele fracassou. Mas que ninguém pense que estamos, no Brasil, a um passo da paz e da tranquilidade na política: esta manifestação, com aproximadamente 300 mil pessoas, prova que ele segue com poder de mobilização e seu movimento segue tendo caráter de massas; além disso, esse ato se dá em meio a investigações que trouxeram abundantes provas de que Bolsonaro preparou um golpe de Estado e, neste sentido, todas essas pessoas defendem e se mobilizam em prol da consumação deste golpe. Bolsonaro é fraco e tende a não conseguir frear as investigações em curso; mas a extrema-direita é maior do que ele e sobreviverá a isso. Tudo isso exige que todos os democratas e progressistas a maior vigilância no combate ao golpismo e a todos os compromissos e conciliação com ele.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: