Bolsonaro é recebido com protestos em Davos

Bolsonaro é recebido com protestos em Davos

Print Friendly, PDF & Email

A recepção de Jair Bolsonaro em sua primeira viagem internacional, ocorrida em Davos, Suíça, no fim de semana passado, foi sob os protestos de jovens e de trabalhadores locais. Centenas de manifestantes vestidos de preto carregavam sinalizadores e bandeiras com a insígnia comunista. Cartazes mostravam um fuzil apontado contra sua têmpora com os dizeres: Mate Bolsonaro com suas próprias armas.

O protesto também se dirigia contra as políticas de agressão imperialista do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Faixas com o seu rosto ao lado de Bolsonaro traziam o recado not welcome (“não são bem-vindos”).

De acordo com o jornal suíço Tages Anzeiger, cerca de 500 pessoas protestaram contra o evento no centro de Berna no último sábado. Em Genebra, mais de 100 pessoas tomaram as ruas e 40 em Lausanne. 

 

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: