Cai a popularidade de Macri, apontam pesquisas

Cai a popularidade de Macri, apontam pesquisas

Print Friendly, PDF & Email

Cinco pesquisas divulgadas no fim de julho sinalizam queda na popularidade do presidente da semicolônia Argentina, Mauricio Macri, e diminuição na expectativa de melhora na economia.

Os principais motivos do aumento da impopularidade e repúdio do gerente são a inflação e a desvalorização do peso (moeda nacional) em mais de 40%, além da desaprovação popular de lideranças da sua aliança.

A popularidade de Macri começou a cair a partir de dezembro com a aprovação da contrarreforma da previdência, vindo a passar desde então, segundo os principais institutos de pesquisa, de um índice de aprovação em torno de 55% a para situar-se atualmente com cerca de 22%.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: