Camponeses ocupam três latifúndios na Bahia no dia da Greve Geral

Camponeses ocupam três latifúndios na Bahia no dia da Greve Geral

Print Friendly, PDF & Email

Foto: MST

No dia 14 de junho, quando mais de 350 cidades brasileiras registraram atos, bloqueios de vias e paralisações na Greve Geral contra a “reforma” da Previdência, 480 famílias camponesas organizadas pelo MST ocuparam três latifúndios na região da Chapada Diamantina e no Baixo Sul do estado da Bahia.

Segundo a página do MST, “A Fazenda São Cosme, no Orojó, distrito de Camamu, no Baixo Sul baiano foi o primeiro latifúndio ocupado”. “Já no município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, aconteceu a retomada do acampamento Mãe Terra, que sofreu um despejo após oito anos em negociação. A ocupação contou com cerca de 160 famílias”. 

Na fazenda Iracema, localizada em Iramaia, “a área de 2243 hectares foi reocupada com cerca de 150 famílias”.
Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: