CE: Rodoviários demitidos protestam em defesa de seus direitos

CE: Rodoviários demitidos protestam em defesa de seus direitos

Print Friendly, PDF & Email

Fonte: Página Social do Sintro-CE

Após demissão, trabalhadores rodoviários de Fortaleza realizaram um protesto denunciando cerca de 80 demissões da empresa Vega S/A Transporte Urbano e o descaso dos patrões no pagamento dos direitos trabalhistas, em meio à pandemia do Novo Coronavírus.
Os motoristas, usando máscaras de proteção individual e portando cartazes com suas reivindicações, fizeram a manifestação em frente à sede da empresa, situada na avenida Filomeno Gomes, no bairro Jacarecanga em Fortaleza.

A empresa, aproveitando-se da pandemia do Novo Coronavírus e das Medidas Provisórias (MP’s) do governo do fascista Bolsonaro e dos generais do Alto Comando das Forças Armadas (ACFA), demitiu os motoristas de ônibus e não realizou o devido pagamento das rescisões e dos direitos trabalhistas.

Em seus cartazes e em entrevista ao monopólio de imprensa local, os trabalhadores denunciaram que a empresa Vega S/A tenta impor o parcelamento da rescisão do contrato de trabalho, impondo também a redução do aviso prévio e da multa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), postergando os pagamentos da rescisão e dos direitos trabalhistas em geral para depois da pandemia da Covid-19.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE), em sua página nas redes sociais, repercutiu uma reportagem do monopólio de imprensa e indicou os próximos passos em defesa dos direitos dos trabalhadores demitidos: “Denuncia | Motoristas demitidos da Vega realizam protesto porque a empresa não pagou as contas e nem os direitos. Se aproveita da pandemia para passar a perna nos trabalhadores. Mas o Sindicato informa que segunda-feira às 9h, já haverá audiência no TRT para que a justiça obrigue a empresa a pagar os direitos dos trabalhadores.”

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: