Chile: 5 anos do assassinato de Juan Pablo Jiménez

Chile: 5 anos do assassinato de Juan Pablo Jiménez

Print Friendly, PDF & Email

Estudantes classistas da Frente Estudantil Revolucionária Popular (FERP) realizaram uma vigorosa manifestação no dia 22 de fevereiro, prestando honras e exigindo justiça para Juan Pablo Jiménez, lutador e combativo dirigente sindical da empresa Azeta – terceirizada da companhia de distribuição de energia elétrica Chilectra – assassinado a tiros quando estava a caminho do trabalho.

Em nota publicada no blog oficial, a FERP presta homenagens ao grande dirigente e afirma: “Juan Pablo entregou sua vida a causa da classe operária, lutando em cada trincheira que podia estar, pelos direitos dos trabalhadores, pelo fim dos subcontratos, trabalhando sempre, incansavelmente por organizar os trabalhadores e trabalhadoras de nosso país”.

A nota denuncia também como a patronal vem cumprindo o odioso papel de encobrir o covarde crime como produto de uma “bala perdida” e exige justiça para o crime: “somamo-nos aos gritos que desdobram seus companheiros e família de Justiça e punição! ” como já temos comprovado nestes 5 anos de impunidade, esta justiça só poderá vir da luta combativa, porque este velho Estado e seu sistema jurídico são feitos à medida dos ricos e dele nada podemos esperar.”

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: