Colombianos vão às ruas na terceira greve desde o começo das manifestações

Colombianos vão às ruas na terceira greve desde o começo das manifestações

Print Friendly, PDF & Email

Juventude combatente se coloca na linha de frente dos protestos na Colômbia. Imagem: Reprodução

O povo colombiano foi às ruas mais uma vez, no dia 4 de dezembro, na terceira greve nacional desde o início das manifestações no dia 21 de novembro. Por toda a Colômbia, milhares de pessoas participaram dos protestos durante o dia. As marchas e manifestações aconteceram sob vigilância policial e militar e, mesmo assim, aconteceram enfrentamentos entre os manifestantes e a quantidade desproporcional de agentes da repressão.

O transporte e a mobilidade foram afetados por bloqueios em Bogotá e Cali, onde ocorreram confrontos entre manifestantes combativos e policiais. Os confrontos também ocorreram em Medellín.

Leia também: Colômbia: Massas populares erguem-se em grande rebelião

Os manifestantes, que iniciaram o levante protestando contra a tentativa de Duque de implantar um pacote de medidas anti-povo, continuam a se manifestar incluindo a exigência do fim da ESMAD (tropa de choque colombiana), que assassinou Dilan Cruz em 25 de novembro. O jovem de 18 anos não sobreviveu às lesões na cabeça causadas por um policial, que atirou contra ele com uma escopeta de munição letal.

A Colômbia é o país mais desigual entre os 36 parceiros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Tem uma taxa de desemprego de 10,4% e a informalidade laboral castiga quase 50% dos trabalhadores.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: