Faleceu José Milbs: militante político do Rebate

Faleceu José Milbs: militante político do Rebate

Print Friendly, PDF & Email

Editor do jornal fluminense O Rebate desde 1967, mais do que um jornalista, José Milbs de Lacerda Gama foi um ativista. Brigava pelo apoio à luta camponesa, se engajou na luta contra a privatização da Petrobras e foi ativo apoiador do jornal A Nova Democracia.

Nascido em 13 de agosto de 1939, iniciou sua militância política no movimento estudantil ainda jovem e a impulsionou na resistência contra o regime militar-fascista. Em 1962, foi eleito pela Federação dos Estudantes de Macaé (FEM) à Presidência da União Fluminense dos Estudantes Secundários (Ufes), sendo o primeiro líder do interior a se eleger na entidade.

Acompanhou com entusiasmo as jornadas de Junho de 2013 que sacudiram o país e viu as combativas manifestações da juventude com grande esperança.

Como obstinado apoiador do jornal A Nova Democracia foi assinante, propagandista e defensor de AND em todos os meios em que circulava.

Após 85 anos da fundação de O Rebate, Milbs manteve o jornal vivo em sua edição online, no qual repercutia permanentemente os editoriais e principais notícias de A Nova Democracia.

Em entrevista realizada no ano de 2008, o veterano lutador e defensor da imprensa popular contou um pouco das batalhas enfrentadas, quando após retorno de uma viagem em São Paulo foi surpreendido com um ataque de monopólios locais que na intenção de atacar a iniciativa crítica e independente do periódico, copiaram o logotipo de O Rebate, substituindo o “R” pelo “D”, e solicitaram registro da marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi): “Não tive como enfrentar. Recuei, mas não deixei a luta”, afirmou convicto.

“Minha luta pela manutenção da liberdade de imprensa no interior, pela qual perdi um emprego e uma faculdade, é a mais alegre certeza, ao ver triunfar O Rebate”, afirmou José Milbs na ocasião.

Além de divulgar permanentemente a luta popular no campo e na cidade, Milbs prestou grande contribuição à memória macaense, resgatada através de suas crônicas e livros publicados.

O Rebate cumpriu destacado papel na luta por uma imprensa democrática, registrando em seu expediente dezenas de colunistas voluntários de múltiplos estados do Brasil e até do exterior.

Até o final de sua vida, morou em uma “ilha” no centro da cidade de Macaé, cercado por terrenos adquiridos por petrolíferas multinacionais como a Hallyburton. Resistindo a todas as pressões, nunca cedeu aos ambiciosos monopólios o terreno no qual morava e mantinha um pequeno restaurante.

Mantendo sua residência sempre à disposição para reuniões e animadas discussões políticas, José Milbs foi cotista e assíduo leitor de AND até seus últimos dias.

Acometido por uma enfermidade na próstata, José Milbs faleceu no final do ano de 2018.

Todo empenho de José Milbs na luta por uma imprensa democrática e a serviço das lutas de nosso povo continua e continuará vivo nos que se dedicam a esta grandiosa causa.

José Milbs, Presente na luta!

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: