Filipinas: NEP demole Comando de Operações da PNF

Filipinas: NEP demole Comando de Operações da PNF

Print Friendly, PDF & Email

O Novo Exército do Povo (NEP), dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas (PCF) assassinou um policial e deixou 11 policiais feridos numa operação de demolição de instalações e estruturas da repressão, no dia 28 de janeiro, em Magpet, Cotabato do Norte. Na ação, os guerrilheiros destruíram o quartel do Comando de Operações Sub-regionais da Polícia Nacional Filipina (PNF). A notícia foi veiculada pelo portal Redspark. 

Um dia antes disso, em 27 de janeiro, uma unidade do NEP defendeu-se de um ataque realizado por membros do 19º batalhão da PNF acompanhados de bandos paramilitares no Sitio Salingsing em Brgy. Amabel. Como é o procedimento operacional padrão da PNF, o ataque foi executado numa área densamente povoada, com uma artilharia pesada e durou aproximadamente quatro horas. Segundo as Forças Armadas, dezenas de guerrilheiros foram mortos ou feridos. 

Segundo o portal Redspark, são absolutamente falsas as alegações das Forças Armadas filipinas sobre a quantidade de baixas do lado dos guerrilheiros maoistas durante o confronto. Ocorreu apenas uma baixa: o guerrilheiro Ronnie “Ka Dindo” Awe, de 44 anos.

Seu filho, Ka Wing Wing, de 22 anos, também saiu gravemente ferido. A PNF, numa violação direta aos direitos democráticos, o prendeu a caminho do hospital. Ele está agora sob custódia dos policiais.  

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: