França: Jovens reagem contra a polícia após assassinato camuflado de jovem

França: Jovens reagem contra a polícia após assassinato camuflado de jovem

Print Friendly, PDF & Email

Protesto dos ‘coletes amarelos’ em Paris no ano de 2019. Foto: Philippe Wojazer / Reuters

No dia 18 de maio, em Argenteuil, centenas de pessoas empreenderam um violento protesto contra o assassinato de um jovem cometido por agentes da polícia. Sabri Choubi, 18 anos e morador do subúrbio no norte de Paris, morreu um dia antes. 

Os manifestantes entraram em choque com a repressão. Enquanto os policiais, com ódio, atacavam os manifestantes com tiros de munição de borracha e gás lacrimogêneo, os jovens, respondendo, atiraram fogos de artifício.

Sabri Choubi morreu na madrugada de um sábado para domingo, no 17 de maio, após um suposto “acidente” de moto. Os familiares e pessoas próximas do logo entraram em discordância com a versão das “autoridades” sobre o suposto acidente. Eles afirmam que Sabri era um ótimo motorista, com conhecimentos mecânicos e muita prática e que não teria simplesmente batido com a moto em um carro.

Segundo a imprensa local, um veículo da Brigada Anti-Crime (BAC) estava por perto, sendo que os entes próximos da vítima afirmam que o carro dos agentes teria causado o acidente (prática que tem sido comum entre os policiais franceses, que provocam atropelamentos e acidentes de motociclistas como forma de promover assassinatos).

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: