GO: Ativistas realizam agitação pró-palestina em Goiânia

Ativistas realizaram falas de agitação e entregaram panfletos de convocação para a manifestação no dia 26/02. A agitação recebeu amplo aopio e atenção dos trabalhadores da região.

GO: Ativistas realizam agitação pró-palestina em Goiânia

Ativistas realizaram falas de agitação e entregaram panfletos de convocação para a manifestação no dia 26/02. A agitação recebeu amplo aopio e atenção dos trabalhadores da região.
Print Friendly, PDF & Email

O Comitê de Solidariedade ao Povo Palestino de Goiás fez um Ato de apoio ao povo palestino em Campinas, bairro tradicional de Goiânia, neste sábado. Os apoiadores da causa palestina se reuniram na praça Joaquim Lúcio às 8h e realizaram uma agitação durante toda a manhã, munidos de faixas, bandeiras, panfletos e uma caixa de som, convocando o povo goianiense para a próxima manifestação no dia 26 de fevereiro. 

Os ativistas voltaram a desmascarar as mentiras da propaganda de guerra sionista sobre a operação Dilúvio de al Aqsa no dia 07 de outubro, como a estória falsa de “40 bebês decapitados pelo Hamas”. Grande parte da agitação se concentrou em explicar às massas que passavam pelo local que a agressão genocida do Estado de Israel não se trata de uma guerra religiosa, mas sim de uma guerra por interesses do imperialismo; e também em defender a Resistência Palestina, suas organizações e sua justa luta por libertação nacional.

Os manifestantes denunciaram o genocídio, já muito maior em proporção que o holocausto nazista, e a recente agressão desesperada de Israel contra a população refugiada em Rafah, bem como a sua recusa do acordo de Paris pelo cessar-fogo. Duas ativistas de origem libanesa defenderam a necessidade da criação do Estado Palestino e ressaltaram que o apoio mais decidido libanês vem do povo do Líbano, principalmente no sul do país, e não de seus parlamentares. O ato seguiu pela avenida 24 de Outubro e recebeu várias manifestações de apoio dos carros e de trabalhadores do comércio.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: