Índia: Emboscada do EGPL deixa um agente de repressão morto

Índia: Emboscada do EGPL deixa um agente de repressão morto

Print Friendly, PDF & Email

Combatentes do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigidos pelo Partido Comunista da Índia (Maoista), emboscaram, no dia 7 de novembro, um grupo de agentes da Força Policial da Reserva Central (FPRC) e da unidade especial, o Batalhão de Ação de Comando Resolvido (CoBRA). No confronto um policial foi atingido e morreu.

O enfrentamento começou por volta das 4h da manhã, quando os policiais realizavam uma operação anti-guerrilha na região de selva de Pamed, no distrito de Bijapur, estado de Chhattisgarh. O combate durou 20 minutos. O policial baleado chegou a ser socorrido, porém morreu a caminho do hospital de Cherla. Os guerrilheiros comunistas que lutam pela Revolução de Nova Democracia no país recuaram para selva sem baixas.

Foto ilustrativa

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: