Índia: Forças da repressão assassinam comunista em suposto ‘encontro’

Índia: Forças da repressão assassinam comunista em suposto ‘encontro’

Print Friendly, PDF & Email

Fileiras do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL). Foto ilustrativa

Segundo informações veiculadas pela imprensa indiana, um guerrilheiro conhecido como camarada Seema, membro do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), foi assassinado em um suposto “encontro” pela Força Tarefa Especial (FTE) no último dia 18 de junho, próximo a floresta Kattipani, no distrito de Dhamtari, estado de Chhattisgarh.

Segundo os maoistas, esses falsos encontros são, na verdade, assassinatos sumários de combatentes e camponeses perpetuados pelas forças de repressão, e contrariam, assim, as leis internacionais sobre a guerra, como a Convenção de Genebra, que trata sobre os direitos dos prisioneiros de guerra.

Seema era secretário da Divisão de Comissão de Área (DVCM) e Comissão Sitanadi do Partido Comunista da Índia (Maoista). Com seu corpo, foi encontrado um fuzil; a polícia tinha oferecido 800 mil rúpias indianas como recompensa por informações que levassem à sua captura.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: