MA: Camponeses colhem 6 toneladas de arroz em terras tomadas do latifúndio

MA: Camponeses colhem 6 toneladas de arroz em terras tomadas do latifúndio

Print Friendly, PDF & Email

Com informações de Fóruns e Redes de Cidadania

No dia 29 de julho, aconteceu na comunidade de Santa Maria – Urbano Santos ( MA) o 1º festival da colheita realizado pelos Fóruns e Redes de Cidadania. Mais de 100 lavradores de diversos municípios se encontram para celebrar a colheita de 6 toneladas de arroz produzidos em terras libertadas do latifúndio e do agronegócio.

A roça coletiva e comunitária onde foi cultivado o arroz foi feita em uma área onde o poder judiciário estadual e os governos locais queriam oferecer ao latifúndio para produzir eucalipato e soja, plantas que não alimentam o povo e que favorecem o agronegócio. Os camponeses de Santa Maria decidiram ocupar a terra e retomar a área para a comunidade. A semente plantada era crioula e não foi usado nenhum tipo de agrotóxico na produção.

No dia da festa da colheita foi realizada uma pilagem coletiva em pilões de madeira e, simbolicamente, foram distribuídos 2 litros de arroz para cada município realizar um almoço comunitário e espalhar essa boa nova em todos os cantos do Maranhão. “Agora nós temos comida pra nós e pra nossos filhos graças a organização da luta que o movimento Fóruns e Redes fez na comunidade” afirmou, emocionado, o Sr. Francisco ao exibir o grande fruto do trabalho. “O eucalipto mata de sede e a soja mata de fome! E é da roça que a gente come!”, entoavam os lavradores no encerranto do festival.

 

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: