MA: Camponeses resistem aos ataques de policiais e pistoleiros

MA: Camponeses resistem aos ataques de policiais e pistoleiros

Print Friendly, PDF & Email
Comunidade Negra Velha produz e resisti em área cobiçada pelo latifúndio. Foto de Andressa Zumpano


Com informações da Comissão Pastoral da Terra (CPT)

 

Cerca de 50 famílias da gleba Negra Velha no município de Luís Domingues (MA) vêm resistindo nos últimos meses aos ataques e ameaças realizadas por policiais e pistoleiros, enquanto avança na produção de alimentos para a comunidade.

No dia 4 de janeiro, policiais militares incendiaram ilegalmente (sem mandado de reintegração de posse) as casas e depósitos de algumas famílias da comunidade. Após o ataque, dois camponeses ainda chegaram a ser presos, ficando quase um dia algemados em pé, sem acesso a água e comida, sendo um deles um idoso que acabou passando mal. Segundo a CPT, a ação criminosa foi solicitada por uma latifundiária, que alega ser uma das proprietárias da área ocupada há anos pelas famílias.

Os camponeses também vêm sendo atacados e ameaçados por pistoleiros fortemente armados que agem a serviço de um grupo de grileiros da região, que invadem as suas terras para extrair recursos vegetais e minerais.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: