Ato homenageia Cleomar Rodrigues, assassinado a mando de latifundiários em 2014

Ato homenageia Cleomar Rodrigues, assassinado a mando de latifundiários em 2014

Print Friendly, PDF & Email

No dia 6 de dezembro, foi realizado exitoso ato em homenagem ao companheiro Cleomar Rodrigues, dirigente da Liga dos Camponeses Pobres (LCP), assassinado no dia 22 de outubro de 2014, há 6 anos, na entrada da área camponesa Unidos com Deus Venceremos, em Pedras de Maria da Cruz, Norte de Minas.

O ato realizou a troca solene dos “Marcos de Memória” fixados na época do assassinato por marcos permanentes de Aroeira (madeira maciça) produzidos pelos próprios companheiros. A consigna Cleomar vive! foi talhada em um marco de madeira, junto a uma placa de metal com mensagens de honra à memória do companheiro Cleomar e consignas da luta pela terra.

Marco memorial na entrada homenageia Cleomar Rodrigues. Foto: Banco de dados AND.

No início do ato foi realizada uma assembleia em que a LCP e demais organizações de luta, como o Movimento Feminino Popular (MFP), a Escola Popular, a Liga Operária, o Sindicato Marreta, o Comitê Sanitário de Defesa Popular, o Comitê de Apoio à luta pela terra, a Associação de Camponeses da Vila Unidos com Deus Venceremos e demais companheiros e familiares do dirigente camponês se pronunciaram emocionados, após a leitura de sua biografia. Alguns companheiros viajaram mais de 180 quilômetros para participar da atividade.

Durante as intervenções, destacou-se a posição classista e internacionalista de Cleomar, e o quanto o companheiro vibraria hoje com os altos índices de abstenções, nulos e brancos nas últimas eleições e com toda a desmoralização do sistema político, assim como com o crescimento estrondoso da propaganda da Revolução Democrática, Agrária e Anti-imperialista.

Como não poderia deixar de ser, foi debatido, também, os efeitos da pandemia na vida do povo, o genocídio cometido pelo governo de generais e o fascista Bolsonaro, que chama essa grave doença de “gripezinha”. Também foi debatido que, diante do sofrimento e abandono aos quais o povo está submetido, todos devem exigir a vacina imediatamente para as massas.

O encerramento da plenária se deu com diversas canções da cultura popular de luta pela terra, como O Risco e o hino Conquistar a Terra, seguidas das palavras de ordem Companheiro Cleomar!, ao que todos respondiam Presente na luta! quase em uníssono com os foguetes disparados nos momentos mais importantes da homenagem, elevando o ânimo de todos.

Todos os companheiros falaram do orgulho de continuar a luta do companheiro com a tomada de todo latifúndio, o Corte Popular e a distribuição das terras aos camponeses, sonho do companheiro Cleomar. Um dirigente da LCP reafirmou a consigna Tomar todas as terras do latifúndio!, saudou efusivamente a LCP de Rondônia pela tomada das últimas terras da fazenda Santa Elina e pela resistência no Acampamento Tiago dos Santos. Por fim, os camponeses reafirmaram seu compromisso de levar adiante a Revolução Agrária, repetindo o Juramento solene da LCP.

 

 

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: