Lutas de Libertação Nacional

https://anovademocracia.com.br/93/16b.jpg
https://anovademocracia.com.br/93/16b.jpg

Lutas de Libertação Nacional

Print Friendly, PDF & Email

Afeganistão

Resistência destrói 22 caminhões da Otan

http://jornalzo.com.br/and/wp-content/uploads/https://anovademocracia.com.br/93/16b.jpg
Caminhões de suprimentos da Otan foram explodidos em 18 de julho

Em 18 de julho, a resistência destruiu, com um dispositivo explosivo, 22 caminhões de suprimentos das tropas invasoras da Otan. Os explosivos foram colocados entre 18 caminhões de combustível e quatro veículos de carga que estavam estacionados em Aibak, capital da província de Samangan, no norte do país.

Na província vizinha de Baghlan, a polícia mercenária afegã afirmou ter prendido, também no dia 18, dez supostos membros da resistência com bombas magnéticas, com a finalidade de serem grudadas no fundo de veículos.

Duas semanas antes desse ataque, em 4 de julho, a resistência já havia anunciado que atacaria caminhões da Otan, em protesto contra a reabertura das rotas terrestres para forças invasoras.

Turquia

Rudes combates entre PKK e exército turco

http://jornalzo.com.br/and/wp-content/uploads/https://anovademocracia.com.br/93/16d.jpg
Guerrilheiros do PKK em Diyarbakir

Manifestantes curdos entraram em confronto com as forças de repressão do Estado fascista da Turquia em 14 de julho na cidade de Diyarbakir, no sudeste do país. Nesse mesmo dia, em outras localidades, combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão – PKK detonaram uma bomba por controle remoto ferindo doze policiais. O ataque ocorreu próximo a uma unidade da polícia.

Nesse mesmo período, o governo local proibiu a realização de uma manifestação popular pela libertação do dirigente do PKK, Abdullah Ocalan.

Dez dias depois, em 24 de julho, quinze combatentes do PKK caíram em combate após uma operação militar aérea e várias horas de enfrentamento com as forças de repressão no extremo sudeste do país. O exército reacionário turco sofreu três baixas.

O exército turco empregou vários helicópteros de ataque e transporte contra um grupo de combatentes do PKK que bloqueava, há dois dias, o trânsito em uma estrada na província de Hakkari. Após o ataque, houve pelo menos duas horas de enfrentamento.

Saara Ocidental / Marrocos

http://jornalzo.com.br/and/wp-content/uploads/https://anovademocracia.com.br/93/16c.jpgPovo saaraui luta contra o colonialismo

No dia 22 de julho, dez saarauis foram gravemente feridos durante um ataque das forças invasoras do velho Estado marroquino contra uma manifestação popular no bairro de Mataalah. Os lares de várias pessoas foram invadidos pelas forças policiais e várias pessoas foram agredidas e feridas.

O povo saaraui está submetido há mais de cem anos de colonialismo e mais de 28 anos de ocupação militar marroquina em sua terra (ver na página 12 Filhos das Nuvens).

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: