MG: Repressão contra camelôs

Camelôs resistem aos ataques da PM de Pimentel/PT
Camelôs resistem aos ataques da PM de Pimentel/PT

MG: Repressão contra camelôs

Print Friendly, PDF & Email

Camelôs que se manifestavam contra a retirada de barracas do Centro de Belo Horizonte (MG) foram atacados com bombas, balas de borracha e jatos d’água pela Polícia Militar do gerente estadual Fernando Pimentel/PT e do gerente municipal Alexandre Kalil/PHS na manhã de 3 de julho, na Praça Sete. Os trabalhadores enfrentaram a repressão com pedras e barricadas. Na confusão, uma comerciante foi atingida na perna por uma bala de borracha. Nos dias 4 e 5, novos protestos pararam ruas importantes da região central. A opção dos shoppings populares, oferecida pelo gerenciamento municipal, não agrada os camelôs por conta da concorrência e do alto preço do aluguel. A medida de Kalil, eleito sob a demagoga promessa de “trabalhar para os mais pobres”, tem como objetivo beneficiar os principais empresários varejistas da cidade.

Alex de Jesus/O Tempo
Camelôs resistem aos ataques da PM de Pimentel/PT
Camelôs resistem aos ataques da PM de Pimentel/PT

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: