Notícias da Guerra Popular

https://anovademocracia.com.br/95/16a.jpg
https://anovademocracia.com.br/95/16a.jpg

Notícias da Guerra Popular

Print Friendly, PDF & Email

Índia

Ações de propaganda do EGPL

Com informações de odiodeclase.blogspot.com

http://jornalzo.com.br/and/wp-content/uploads/https://anovademocracia.com.br/95/16a.jpg
Protesto em Jantar Mantar contra demissões na Maruti Suzuki

Em 17 de agosto, combatentes do Exército Guerrilheiro Popular de Libertação – EGPL, dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta), colocaram uma bandeira negra contra a farsa do “Dia da Independência”, em Sawargaon, uma aldeia localizada a 1 km de um acampamento da polícia na fronteira entre Chhattisgarh e Maharashtra. 

Em Kasansoor, outra bandeira contra o “Dia da Independência” foi deixada com um explosivo embaixo, mas a polícia conseguiu retirar a bomba.

Em Nadekal, os maoístas construíram uma estátua em honra aos mártires da revolução. Na última edição de AND, noticiamos a ‘Semana dos Mártires’ celebrada pelo PCI (Maoísta).

Ação contra atrocidades policiais

Combatentes do EGPL cavaram trincheiras num trecho de uma estrada de Kothapalli, em Dummugudem, a poucos quilômetros da fronteira interestadual com Chhattisgarh, na madrugada de 18 de agosto. Essa ação fez parte da convocatória para um Bandh (paralisação geral) contra as atrocidades policiais praticadas nas regiões tribais e os camponeses pobres na região. O Bandh foi convocado pelo Comitê de Área de Venkatapuram do PCI (Maoísta).

Dirigente maoísta assassinado 

Com informações de kasamaproject.org

Teli Kadraka, conhecido líder popular do estado de Odisha, foi assassinado em mais um “falso encontro” no distrito de Koraput. Os “falsos encontros”, amplamente denunciados pelas organizações democráticas da Índia, são montagens feitas pelas forças de repressão simulando o ambiente de supostos confrontos entre maoístas e as forças de repressão. Diversos maoístas e lideranças populares já foram assassinados pelas forças de repressão desse modo em toda a Índia.

Membro do governo reacionário é justiçado

Sukra Khurami, membro do Gram Panchayat, instituição do governo local de Odisha, foi justiçado pelo EGPL em 20 de agosto. Seu corpo foi encontrado em um bosque nos arredores do distrito de Malkangiri. Ele já havia sido advertido pelos maoístas sobre sua conduta reacionária e antipovo.

Nesse mesmo dia, mais de três mil ativistas de uma organização do povo Adivasi (povos tribais) chamada Chasi Mulia Adivasi Sangha, protestaram boqueando uma via no distrito de Koraput contra o assassinato de Teli Kadraka.

Peru

Oficiais do exército reacionário aniquilados

Com informações de Correovermello-noticias

Uma patrulha da Segunda Brigada de Infantaria do exército reacionário peruano foi emboscada por combatentes do Exército Guerrilheiro Popular – EGP, dirigido pelo Partido Comunista do Peru, próximo à base de Mazángaro, no departamento (estado) de Junín, na região do Vale dos rios Apurímac e Ene – Vrae.

Os guerrilheiros aniquilaram cinco oficiais do exército reacionário e feriram outros sete soldados no dia 16 de agosto.

 

Turquia

Ações conjuntas do TKP/ML e PKK

Com informações de secoursrouge.org

Combatentes do Exército de Libertação dos Operários e Camponeses da Turquia – TIKKO, dirigido pelo Partido Comunista da Turquia / Marxista-Leninista – TKP/ML, realizaram novas ações conjuntas com as Forças de Defesa Popular – HPG, dirigidas pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão – PKK.

De acordo com um comunicado do TIKKO, publicado em 22 de agosto, uma ação conjunta realizada no dia 10 de julho, em Dersim, provocou quatro baixas entre as forças armadas reacionárias da Turquia. Em outra ação, empreendida apenas por mulheres guerrilheiras das duas organizações, uma delegacia de polícia e um quartel das forças armadas reacionárias foram atacados, também em Dersim, provocando três baixas entre os policiais e oito entre os militares.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: