México: Comitês Sanitários são organizados em Oaxaca

México: Comitês Sanitários são organizados em Oaxaca

Print Friendly, PDF & Email

Membros dos Comitês de Saúde e Higiene em Defesa do Povo se reúnem abaixo de um cartaz onde consta: A pandemia não cancela nossa luta! Respeito e cumprimento aos nossos cinco pontos centrais! Com o Sol Vermelho, o povo vencerá!

No estado de Oaxaca, no México, o trabalho promovido pelos Comitês de Saúde e Higiene em Defesa do Povo (CSHDP) continua sem descanso. Brigadas de informação, tequios (trabalho coletivo) e ações de identificação de riscos são realizadas em várias comunidades pelos revolucionários, onde a exigência de respeito e cumprimento dos Cinco Pontos Centrais [1] também está sendo reforçada a partir do trabalho nas comunidades.

O trabalho é organizado pela Corrente do Povo Sol Vermelho, mas segundo o portal na internet dos revolucionários, está sendo assumida pelo povo em geral, tanto nas comunidades onde a organização tem presença, como nas próximas onde não tem. 

Outros grupos de pessoas que atuam de forma independente têm se organizado, respondendo a este chamado para preservar a saúde e a vida do povo, realizando um vigoroso trabalho político para elevar sua consciência política revolucionária e seu nível de organização.

Nota:

[1] Os cinco pontos centrais da Corrente do Povo-Sol Vermelho: 1º: Justiça, com a) apresentação viva do Dr. Ernesto Sernas Garcia, b) justiça para o companheiro Luis Armando Fuentes Aquino e, c) cancelamento de mandados de prisão. 2º: Reparação integral dos danos aos Triquis de San Miguel Copala desalojados e cumprimento da medida cautelar. 3º: Cancelamento da subestação elétrica militar da Secretaria de Defesa Nacional do México (Sedena) em San Blas Atempa, além do cancelamento de todos os megaprojetos imperialistas que afetam os ejidos e comunidades indígenas. 4º: Respeito ao trabalho e à liberdade de associação dos trabalhadores filiados à Seção 9 do Sindicato Nacional Independente de Trabalhadores da Saúde; e, finalmente, o 5º: Respeito e cumprimento dos direitos do povo.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: