MS: Retomada Guarani e Kaiowá é atacada em Douradina

MS: Retomada Guarani e Kaiowá é atacada em Douradina

Print Friendly, PDF & Email
Mulheres Guarani e Kaiowá na retomada Guyra Kambi1y exigem demarcação da Terra Indígena Panambi-Lagoa Rica

 


 

Com informações do Comitê de Apoio ao AND em Dourados (MS)

 

Pistoleiros fortemente armados incendiaram casas e pertences dos Guarani e Kaiowá da retomada Guyra Kambi’y no município de Douradina (MS). Segundo denúncias dos indígenas ao Comitê de Apoio de AND em Dourados, o ataque ocorrido no dia 07/09 teria sido ordenado por um latifundiário local identificado como Ricardo Jorge. Pistoleiros circulam ao redor da aldeia Lagoa Rica ameaçando os indígenas frequentemente.

Os Guarani e Kaiowá relataram que esse não foi o primeiro ataque sofrido e de que em diversas ocasiões denunciaram os crimes perante as Polícias Civil, Militar e Federal, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o ministério da Justiça, mas nada foi feito e os atentados criminosos de latifundiários da região saem impunes.

A retomada Guirá Kambi’y se formou em 2008, situando-se dentro da Terra Indígena Panambi-Lagoa Rica, com 12.169 hectares, no distrito de Bocajá, entre os municípios de Douradina e Itaporã.

Apesar de todos os ataques e intimidações, os Guarani e Kaiowá afirmaram que pretendem avançar nas retomadas de todas as suas terras tradicionais, expulsando os latifundiários invasores de seus tekohas, vingando e honrando todo o sangue de seus parentes que tombaram nessa luta.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: