A falsa "luta contra a corrupção" e a impunidade dos dirigentes do "processo de mudança"

A- A A+
http://anovademocracia.com.br/103/17a.jpg
Governo tenta ignorar a brutal repressão ocorrida durante a VIII marcha indígena

A necessidade de justiça que o povo boliviano tem caminha lado a lado com sua necessidade de libertação. Ambas são objetivos fundamentais de um processo de transformação que o povo boliviano continua esperando com paciência e luta. A indignação popular pelos grandes delitos estatais tem sido uma constante na história republicana do país e isso não mudou na atual gestão, que protagonizou o maior escândalo dos últimos tempos com o caso conhecido como "rede de extorsão", que operava dentro do Ministério de Governo.

Os fatos confirmam as informações expostas em nosso artigo anterior (Novo Escândalo desmascara Evo Morales, AND n° 101). Os funcionários de alto nível conheciam o trabalho da equipe de advogados do Ministério de Governo e os protegeram. A equipe de advogados era a cabeça da perseguição política contra pessoas e dirigentes críticos ou opositores, assim como também era utilizada para resolver as pugnas entre os militantes do MAS. Tudo isso apareceu nas declarações de funcionários implicados no caso da "rede de extorsão" e também veio à tona nas declarações públicas de algumas vítimas, inclusive do próprio MAS, que relataram com riqueza de detalhes como se exercia esta perseguição judicial sem nenhum tipo de provas, pressionando promotores e juízes.

Na verdade, estes são os indícios que foram mostrados à opinião pública e o que revelou a "investigação" até o momento. Não somos tão ingênuos para acreditar que isso é tudo e tampouco acreditamos que a comissão de promotores, que têm alguns de seus membros acusados de pertencer à "rede de extorsão", chegue ao fundo dos fatos e entregue algo de "justiça" ao povo.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja