Arte do circo no teatro de rua

A- A A+

Grupo paulistano de teatro de rua e circo, o Núcleo Pavanelli se utiliza de música ao vivo, linguagem circense e intensa dramaturgia voltada para apresentações em praças e espaços alternativos. Circulando com espetáculos novos, antigos ou intervenções, a trupe passa sua mensagem de forma crítica e incentiva o público a dar uma resposta, gerando debates.

http://anovademocracia.com.br/103/15a.jpg

— Iniciamos nossas atividades em 1998 com o objetivo de pesquisar e apresentar espetáculos feitos especialmente para as ruas. Antes disso, Marcos e Selma Pavanelli, que são irmãos, fizeram por dois anos uma oficina de circo com a tradicional família Medeiros. Inclusive, nosso nome tem influência desse tempo, porque é comum as famílias circenses colocarem o sobrenome em seus circos — fala Simone Brito Pavanelli, atriz e esposa de Marcos.

— Depois, o Marcos fez uma oficina com o ator, diretor e teatrólogo Amir Haddad, descobrindo o teatro de rua. Percebeu então que dava para juntar as duas coisas. Fez mais oficinas, foi se aprimorando, e foram surgindo outras pessoas, uma rotina de ensaio, treinamento circense e assim nasceu naturalmente o primeiro espetáculo — continua. 

— Montamos: O Básico do circo, Pinta de palhaço, Os domadores, O casamento na roça, que é uma quadrilha de perna de pau, e dentro desses espetáculos éramos uma trupe de palhaços. A crítica ao sistema ou as questões sociais estavam embutidas, porque o palhaço tem um pouco de crítico, despojado, podendo ser atualizado com o passar dos anos — expõe.

Em 2007 o grupo começou o projeto 'Centro de Pesquisa Para o Teatro de Rua Rubens Brito', com orientação de dramaturgia do Calixto de Inhamuns.

— Passamos a pensar temas que poderiam contribuir para uma discussão da sociedade. Queríamos conversar com as pessoas nas ruas, porque é um espaço muito democrático. O primeiro que montamos dentro do Centro foi Viva Malasarte, história de um povo de algum lugar, apontando problemas da nossa sociedade, um recorte cênico de uma maneira lúdica, dramática e cômica — fala Simone.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja