Notícias da guerra popular

A- A A+

Índia

Velho Estado intensifica guerra contra o povo

Com informações de Correovermello-noticias

O velho Estado indiano aprovou um plano do Ministério do Interior para aumentar as forças especiais de repressão em Bihar, Jharkhand, Odisha, Chhattisgarh e AndraPradesh, e sancionou fundos adicionais para este fim. Essa medida antipovo visa combater o Exército Guerrilheiro Popular de Libertação - EGPL, dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta), e intensificar o massacre contra as populações camponesas e tribais do país.

O governo central destinou um orçamento milionário ao Ministério do Interior para o desenvolvimento de seu Plano Especial de Infraestrutura das forças de repressão. O Ministério decidiu implantar mais 10 mil paramilitares nas zonas "afetadas" pelos maoístas nos próximos meses, e financiar mais armamentos e equipamentos para as forças especiais de repressão.

Academia militar da revolução

Segundo informações da agência Front Press, o Partido Comunista da Índia (Maoísta) criou uma academia militar nas selvas de Dandakaranya, um bastião dos insurgentes. O objetivo dessa escola político-militar é a transformação dos camponeses que ingressam na guerra popular em quadros políticos e militares da revolução. Segundo a Front Press, os combatentes, com idades entre 14 e 21 anos, permanecem seis meses estudando e treinando na academia.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Ataque a posto policial

Combatentes do EGPL atacaram, no dia 4 de abril, um posto de polícia no distrito de Bijapur, estado de Chhattisgarh. De acordo com fontes policiais, os guerrilheiros provocaram uma explosão a um quilômetro de distância do posto para distrair os policiais enquanto um grupo de combatentes abriu fogo contra o prédio e um helicóptero das forças de repressão que estava no local. Houve forte enfrentamento até que os guerrilheiros se retiraram para a mata.

Filipinas

Dois militares aniquilados

Com informações de odiodeclase.blogspot.com

Em oito de abril ocorreu um enfrentamento entre combatentes do Novo Exército do Povo- NEP, dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas, contra tropas do exército reacionário filipino no Monte Koldingon, em Barangay Apatan, Pinukpuk.

No combate, dois soldados do exército reacionário foram aniquilados e um ficou seriamente ferido. Não houve feridos entre os guerrilheiros que se retiraram com segurança após o combate.

Peru

Ataque aniquila sargento

Segundo informações do comando conjunto das forças armadas reacionárias do Peru, um exitoso ataque do Exército Guerrilheiro Popular - EGP, dirigido pelo Partido Comunista do Peru, aniquilou o sargento Sózimo Morales Malpartida e deixou o sargento Wilson Huaycana seriamente ferido.

O ataque do EGP foi voltado contra tropas do exército reacionário estacionadas na província de La Convención, departamento de Cuzco. 


Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja