Teatro é para compartilhar

A- A A+

Teatro dialético, político e colaborativo. Esta é a proposta do Coletivo de Teatro Alfenim, criado em 2007, em João Pessoa, na Paraíba. Nesta edição de AND, entrevistamos Márcio Marciano, dramaturgo e ator do Coletivo.

http://www.anovademocracia.com.br/108/13a.jpg
Os atores Lara Torrezan, Vítor Blam e Paula Coelho em O Deus da Fortuna

O Coletivo Alfenim não se define como um grupo teatral, mas como um laboratório permanente de investigação teatral, onde todos os atores colaboram no processo criativo. É o que explica Márcio Marciano, um dos criadores do Coletivo:

A ideia de laboratório surge de uma necessidade de estudo. Entramos na sala de ensaio com o propósito de estudar algo que nos mobilize, que diga respeito à nossa vida, como brasileiros e cidadãos. A aproximação dos temas se dá por meio de experimentos. Tentamos reproduzir uma atitude científica, estabelecemos hipóteses de trabalho e realizamos experimentos cênicos que possam dar forma aos conteúdos estudados. A cena é produto deste processo permanente de experimentação, por isso nós damos este nome. Todos os artistas trabalhadores que compõem o Coletivo participam. Então, ao invés do olhar do especialista, seja o ator, o dramaturgo, o iluminador, nós temos vários pesquisadores, empenhados na criação de uma autoria plural.

O dramaturgo também destaca o caráter autônomo e colaborativo do trabalho do Coletivo. Segundo ele, todo o processo de montagem das obras é colaborativo e os integrantes têm total autonomia para propor ideias e realizar adaptações, por meio de diversos materiais como notícias de jornais, poemas, textos literários etc.

O grupo surgiu em 2007, quando Márcio Marciano trocou São Paulo pela Paraíba e a Cia do Latão, que ajudou a criar, pela criação do Coletivo Alfenim. O Alfenim, segundo Márcio, é uma continuação de seu trabalho na Cia do Latão:

Eu participei da criação e fiquei no Latão por 10 anos. O meu processo de dramaturgia surgiu na Cia do Latão. Minha ida para João Pessoa é um desdobramento desse trabalho de pesquisa que eu já vinha desenvolvendo em São Paulo. Naturalmente, aqui na Paraíba, absorvo a influência do lugar, sua história, sua localização geográfica, sua cultura e costumes. Há um embate permanente e muito produtivo com o olhar dos artistas paraibanos, mas apesar disso, ainda é um desdobramento de um trabalho que começou na Cia do Latão.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja