RJ: Prefeitura remove moradores do Horto

http://www.anovademocracia.com.br/108/09.jpg
Moradores do Horto tentam resistir a remoção de uma família

No dia 4 de abril, policiais da tropa de choque da polícia militar foram ao Horto — bairro nobre da zona Sul do Rio — para cumprir um mandado de reintegração de posse contra uma das 625 famílias pobres que vivem há mais de um século na região e estão ameaçadas de remoção. O mandado foi emitido pela 23ª Vara Federal e deveria ser cumprido no dia anterior. No entanto, a forte resistência popular com barricadas e centenas de apoiadores obrigou o adiamento da ação. Segundo a União, as famílias estariam dentro dos limites do Jardim Botânico e, por isso, deveriam ser removidas sem direito a qualquer tipo de reparação.

O senhor Delton dos Santos, 71 anos, era o proprietário do imóvel e vivia no local com vários de seus parentes, entre os quais três crianças, de 3 a 8 anos de idade. O filho de Seu Delton, Max Luiz dos Santos, 45 anos, disse à reportagem de AND que a remoção de sua família é um crime.

É uma injustiça o que está acontecendo. Essa casa tem 150 anos e nós somos a quinta geração da mesma família a viver aqui. Meu avô foi um dos cinco primeiros moradores desse lugar. O Jardim Botânico deu a casa para o meu avô. Ninguém disse que, um dia, a União poderia exigir o local de volta. Nós temos crianças aqui e o meu pai já está com 71 anos. Ele já tem duas pontes de safena e isso tudo é um atentado à vida dele. Minha mãe tem 68 anos. Cadê o estatuto da criança e do adolescente? Cadê o estatuto do idoso? Eles que fazem a lei, então ela só funciona quando eles querem. Nós não recebemos nada, nenhuma notificação. Ficamos sabendo uma semana antes que seríamos jogados na rua, sem direito a nada. Se você joga um animal na rua, isso é considerado mau-trato, agora, se você joga um ser humano na rua, não é crime. Que lei é essa? — pergunta.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro